Diretora aposentada do Cesário Coimbra recebe título de cidadã ararense

Categorias Câmara Municipal, Notícias

A professora e ex-diretora da escola Cesário Coimbra de Araras, Maria de Lourdes Camargo Buragas, recebeu na última sexta-feira (8), o título de Cidadã Ararense da vereadora, Regina Noemia Geromel Carrochel (PTB) em cerimônia realizada no plenário “Bruno Moisés Batistella” com a participação do presidente da Câmara Municipal, o vereador Pedro Eliseu Sobrinho (DEM), o vereador Marcelo de Oliveira, o prefeito municipal Pedro Eliseu Filho, parentes e amigos.

A colega de trabalho, Maria Amélia Pereira Nascimento, lembrou emocionada quando ambas iniciaram a carreira. “Os desafios foram muitos, pois chegar a uma cidade estranha não foi fácil e eu pude compartilhar esse momento, o qual você não mediu esforços e levou o nome do Cesário Coimbra aos mais distantes lugares do estado de São Paulo com tanta dedicação e amor pela profissão”, disse.

O amigo e também diretor de escola, Itacir Barreti enumerou as ações feitas pela colega e a parabenizou pela homenagem. “A Dona Lurdinha transformou a escola Cesário Coimbra em uma referência na região com sua dedicação e com a ajuda de sua equipe, a Lurdinha sempre foi um exemplo para todos nós educadores”, discursa.

O presidente da Câmara, o vereador Pedro Eliseu Sobrinho (DEM) disse que a homenagem é para expressar a gratidão do povo de Araras à professora e diretora Maria de Lourdes Buragas pela dedicação no exercício de sua profissão. “Foi aqui que Dona Lurdinha disseminou amor, dedicação e força de vontade para levar ao longo de sua carreira toda a sua sabedoria e conhecimento. É uma educadora exemplar e com uma imensa contribuição para o progresso de nossa querida cidade de Araras, educando nossos jovens e ensinando o caminho correto da vida”, declara.

O prefeito municipal de Araras, Pedro Eliseu Filho disse que o título de cidadã ararense à diretora aposentada Dona Lurdinha é justíssima e fez questão de lembrar da época em que a teve como diretora. “Tenho a absoluta convicção de que a educação de Araras nessa noite está em festa porque estamos homenageando uma das mais importantes e revolucionária educadora de Araras, é um privilégio de nossa cidade termos a Dona Lurdinha junto do nosso convívio, pois, é um exemplo de vida e de respeito com o próximo”, disse.

A proponente do título, a parlamentar Regina Noêmia Geromel Carrochel citou a trajetória vivida pela homenageada. “A Dona Lurdinha desenvolveu um trabalho sério enquanto diretora de escola, sempre foi uma pessoa honestíssima, de uma competência ímpar e um talento apuradíssimo, em nome de todos os ararenses gostaria de parabenizar pelos 40 anos de dedicação à educação de Araras”, destaca durante seu discurso.

Apesar da dificuldade de locomover-se, a diretora aposentada Maria de Lourdes Camargo Buragas, natural de Bragança Paulista e agora efetivamente ararense, fez questão de explanar os percalços enfrentados no início de carreira da Tribuna do Plenário. “Neste momento a emoção toma conta do meu coração, trago comigo as melhores recordações dos dias felizes que aqui eu vivi por uma educação de qualidade e pelo jovem se educar de uma forma integral para que sempre tivesse a melhor qualidade de vida e liberdade de poder pensar e agir. Lutamos juntos para ensinar quais eram os verdadeiros valores de honestidade, da ética e do respeito pelo ser humano, além de valorizar a igualdade, a lealdade e a fraternidade”, disse.

Trajetória de sucesso.

Maria de Lourdes Buragas é natural de Bragança Paulista, nasceu em 21 de fevereiro de 1944, sendo filha de José Manoel de Camargo e Maria de Lourdes de Locio Camargo, casada com o professor de educação física José Vitor Buragas e mãe de Andréa, Adriana e Alex, atual diretor do Procon de Araras.

Aos sete anos perdeu o pai, sua mãe viúva e com três filhos menores foi obrigada a trabalhar fora de casa e se mudaram para Santo André, onde a mãe havia conseguido um emprego. Foi em Santo André que Dona Lurdinha cursou o ensino fundamental, ensino médio e posteriormente a Faculdade de Pedagogia. “Foi um período muito difícil, pois, viajava de Santo André a São Paulo após uma jornada de trabalho de oito horas, assistia às aulas das 19h até às 22h30 e saía correndo para não perder o trem na Estação da Luz”, recorda.

Após um período longo de tanto esforço e dedicação, a recompensa profissional chegou em 1978, quando assumiu o cargo de diretora de Escola do Cesário Coimbra, onde desenvolveu um trabalho sério e dinâmico baseado nas Leis da Educação que sempre procurou respeitar e cumprir, porém sem perder o amor, o carinho e a humanidade para com os alunos, pais, professores e funcionários.

Com informações da Diretoria de Comunicação da CMA

Você pode ler também!

Inauguração do Ganha Tempo será na próxima segunda-feira, dia 22; intervenções no prédio estão na fase final

Novo programa tem como objetivo dar agilidade e conforto humanizando ao ararense e oferecer serviços essenciais

Read More...

Secretaria de Obras instala novas grelhas de águas pluviais no Parque Industrial

Ao todo, três peças foram recolocadas na Rua Rio Grande do Sul, próximo ao Jardim Santa

Read More...

Câmara aprova o Dia do Profissional de Educação Física em Araras

Foi aprovado por unanimidade, na última segunda-feira (08), na 36ª sessão ordinária, o projeto de lei

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu