Educação tira do papel construção de sede da UAB

Categorias Educação, Notícias, Prefeitura de Araras

Está aberta a licitação para contratação de empresa para construção do prédio próprio para o polo da UAB (Universidade Aberta do Brasil), que funciona atualmente no Centro de Educação Continuada Professor Dirçon Kammer, que é alugado. A construção da sede chegou a ser anunciada ainda em 2014, na gestão do prefeito Brambilla, mas o projeto não saiu do papel. Obra conta com R$ 7,9 milhões em recursos já aprovados junto ao Governo Federal, via MEC. Entretanto com a atualização dos valores, a licitação está sendo realizada no valor de R$ 11. 105, 459, 52.

A diferença de valores entre o aprovado pelo projeto inicial e o licitado pode ser compensado de duas formas. “Eu fui para Brasília no para acertar detalhes junto ao FNDE (Fundo Nacional de Educação), e não podemos alterar nem o projeto nem o valor já aprovado. Atualizando os valores para licitação ficando em R$ 11 milhões, vamos tentar chegar ao valor de R$ 8 milhões com uma empresa e o valor a mais serão empenhados ou como contrapartida do município ou como aditivo, vamos estudar a melhor forma”, explicou Paulo Bertolini, Secretário de Planejamento.

A concorrência aberta a partir de 29 de novembro e com encerramento em 4 de janeiro do ano que vem, pretende tornar real a antiga promessa da construção de uma sede própria para a universidade. O local para a obra da nova unidade fica próximo ao Ginásio de Esporte Nelson Rüegger. A estrutura de concreto, construída para abrigar, em algum momento, o Paço Municipal e abandonada há décadas, deve agora se transformar no polo de ensino superior.

De acordo com a secretaria de Educação Mariana Moura, este projeto já está aprovado, mas estava parado. A construção conta com aporte financeiro do FNDE, por meio do Ministério da Educação, e permitirá que a Prefeitura deixe de pagar R$ 12.357,51 ao proprietário, Augusto Pereira dos Santos Pessinatti, pelo imóvel que abriga a UAB atualmente.

“Revalidamos a obra para não perder o recurso e a benfeitoria. A Prefeitura também vai poder deixar de gastar com o aluguel do prédio, promovendo economia”, explicou Mariana Moura.

De acordo com a antiga gestão, o projeto de construção foi aprovado pelo ministro da Educação Henrique Paim e com o novo prédio, a previsão inicial do projeto apresentado ao MEC era da unidade atingir a capacidade de oferecer 2.500 vagas para alunos de ensino superior. Mariana Moura, não divulgou o aumento na oferta de cursos com a nova UAB.

“ Sempre queremos melhorar a qualidade do ensino superior oferecido para os alunos e esta sede claro que possibilita isto. Estudos para ampliação de cursos e quais, terão que ser feitos, mas sendo possível, vamos aumentar número de cursos e de vagas”, emendou a secretária.

Projeto de construção
O local escolhido para construção do novo prédio da UAB tem uma estrutura de construção que começou em meados dos anos 70, durante a gestão do prefeito Jair Della Coletta, para abrigar um novo Paço Municipal, porém nunca foi concluída. Em 1986, a obra chegou a ser retomada, com a construção de um muro no entorno, mas foi paralisada novamente em 1987. No local, já existe parte do prédio que conta com subsolo e algumas estruturas de concreto com laje e forro.

O projeto apresentado ao MEC para a nova UAB, prevê a demolição de parte da estrutura do térreo já existente e reaproveitar o subsolo com pilares. A intenção é de que o local tenha quatro andares, entre subsolo, térreo, 1º e 2º pavimentos. O subsolo será destinado ao estacionamento de veículos. No andar térreo deve ser instalado o polo da UAB, que contará com seis salas de aula, uma sala de informática, uma biblioteca, um almoxarifado, um auditório e dois sanitários.

A intenção inicial era de que nos outros dois pavimentos fossem instaladas salas administrativas da Prefeitura, mas não será mantida e no imóvel funcionará apenas a universidade . O novo prédio contará, se concluído, com área total de 7.603 m² e será construído em um terreno de 6.700 m².

“Vai funcionar apenas a UAB mesmo. Já o projeto de construção de salas e toda estrutura seguirá exatamente o projeto como foi feito inicialmente e aprovado”, disse Bertolini.

A UAB e seus cursos
O polo da UAB de Araras foi implantado em 2008, inicialmente na Emef João Poletti, porém, com a expansão dos cursos e a procura dos alunos, foi transferido em 2010, para um prédio localizado na Alameda Clementino Dalla Costa, 402, Jardim Belvedere. Já em 2013, passou a funcionar no Centro de Educação e Formação Continuada Dirçon Kammer, na Avenida Nestlé, 58, onde está atualmente.

Neste polo são oferecidos cursos a distância para graduação em: Pedagogia, Matemática, Educação Musical, Engenharia de Computação, Engenharia de Produção e Tecnologia em Produção Sucroalcooleira; os cursos de pós-graduação são: Tecnologia, Formação de Professores e Sociedade, Educação Especial, Gestão Educacional, Novas Tecnologias de Ensino de Matemática, Gestão Pública, Gestão de Organização Pública em Saúde, Práticas de Letramento e Alfabetização, Cinência e Tecnologia, Educação Empreendedora, Ensino de Ciências, Design Instrucional para EAD Virtual, Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância, Mídias e Educação, Gênero e Diversidade na Escola, Educação Ambiental, Facilitadores de Educação Permanente em Saúde, e por fim os Programas de Mestrado Profissional em: Educação, Matemática, Gestão de Organização e Sistema Público.

Você pode ler também!

Com greve dos caminhoneiros, começa a faltar gás de cozinha em Araras

Com medo de ficar sem o produto, muita gente antecipou a compra e os pedidos dobraram.

Read More...

CRISE DOS COMBUSTÍVEIS: Polícia Civil instaura inquérito de crime contra economia popular em Araras

Diante dos fatos os policiais fotografaram as bombas e estão coletando notas fiscais. Na tarde desta

Read More...

Nota sobre a frota de ônibus do TCA

Devido à greve dos caminhoneiros em todo o Brasil, a direção do TCA de Araras (Serviço

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu