Plano de imunização só ficará pronto quando tivermos vacina registrada na Anvisa, diz secretário do Ministério da Saúde

Categorias Brasil em

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, disse nesta terça-feira (1), em coletiva sobre o combate à Aids, que o plano de vacinação contra Covid-19 só ficará pronto quando a vacina estiver registrada na Anvisa.

“É fundamental pensarmos que esse plano operacional para a vacinação da Covid-19, ele só definitivamente ficará pronto, fechado, quando tivermos uma vacina ou mais de uma, que esteja registrada na Anvisa. Para isso, ela precisa mostrar seus dados de segurança e eficácia para a população brasileira”.

Medeiros falou também sobre o perfil de vacina desejada. Um dos pontos, segundo o secretário, é que ela seja termoestável. “Desejamos que a vacina seja fundamentalmente termoestável por longos períodos, em temperaturas de 2 a 8 graus, porque a nossa rede de frios é montada e estabelecida com essa temperatura”.

Outros pontos sobre o perfil desejado são: segurança, proteção contra doença grave e moderada, eficácia, indução de memória imunológica, possibilidade de uso em todas as faixas etárias e grupos populacionais, proteção com dose única e que ela acrescente tecnologia com baixo custo de produção.

Você pode ler também!

Vacinação de enfermeira vira disputa jurídica entre governo federal e o de SP

Minutos após o fim da reunião da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que liberou o uso emergencial das

Read More...

Vacinação contra Covid-19 no Brasil começa hoje ‘no fim do dia’, diz Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta segunda-feira (18), em evento para entrega simbólica das primeiras doses da

Read More...

200 municípios de São Paulo vão receber a Coronavac diretamente

A partir desta terça-feira (19), 200 municípios e 25 polos regionais em São Paulo vão receber doses da Coronavac.

Read More...

Mobile Sliding Menu