Reportagem revela denúncias de assédio sexual contra Marcius Melhem

Categorias Brasil em
- Updated

Foi no final do ano passado que os primeiros rumores associando o nome de Marcius Melhem a episódios de assédio começaram a surgir. Em dezembro, o portal UOL publicou uma nota afirmando que o ator e diretor, chefe do núcleo de humor da TV Globo na época, estava sendo acusado de assédio moral por uma série de atrizes da emissora.

Logo, apareceriam também denúncias de assédio sexual. Na última sexta-feira (4), a revista piauí divulgou uma extensa reportagem denunciando estes assédios. Segundo a reportagem, assinada pelo jornalista João Batista Jr., 43 pessoas foram ouvidas. Duas delas se dizem vítimas de assédio sexual, sete, de assédio moral; e três, dos dois tipos de assédio: moral e sexual.

Segundo a revista, um dos casos de assédio sexual teria acontecido em 2017, em um bar no Rio de Janeiro, durante uma festa de confraternização do elenco e roteiristas do Zorra — programa humorístico comandado por Melhem.

A reportagem afirma que naquela oportunidade, Melhem teria tentado beijar a atriz Dani Calabresa duas vezes. A primeira, no palco onde parte da equipe do programa zorra, brincava no karaokê.

Ainda de acordo a revista, a segunda investida foi na saída do banheiro. Melhem teria imobilizado os braços da atriz e puxado a cabeça dela para forçar um beijo. Dani teria fechado os lábios e virado o pescoço, mas Melhem teria conseguido lamber o rosto dela e em seguida colocado o órgão genital para fora da calça.

Após conseguir se desvencilhar da situação, Dani calabresa afirma que reencontrou os colegas no salão do estabelecimento e teve uma crise de choro.

“Escutei longamente as vítimas eu escutei os seus relatos e o que eu posso dizer é que Marcius Melhem foi um chefe que instrumentalizou a sua posição hierárquica para coagir suas funcionárias que tomou sim As atitudes de coração e prejudicar a carreira delas de se vingar quando era rejeitado e de usar sua posição hierárquica pra assedia-las sexualmente. Ele chegou a ser violento em alguns episódios”, afirmou à CNN Mayra Cotta, advogada responsável por defender as vítimas.

Em entrevista concedida ao colunista Maurício Stycer, do UOL, e a Dolores Orosco, editora-chefe do Universa, Marcius Melhem falou que o relato era uma fantasia.

“Completamente fantasiosa, completamente, ela é irreal e tem testemunhas de que aquilo não aconteceu. O que eu posso dizer, por exemplo, é que se tivesse acontecido aquilo, porque na narrativa da piauí, a partir dali ela teria ficado traumatizada comigo e isso não aconteceu. Uma semana depois, uma semana depois daquela festa, nós trocamos mensagens. Uma semana depois daquela festa em que eu teria feito aquele absurdo, a Dani me convida pra ir à Disney, eu e minhas filhas: quero ir pra Disney com você e suas filhas”, disse.

A revista piauí fala ainda de outros episódios de assédio sexual que Marcius Melhem teria cometido contra a própria Dani Calabresa e outras funcionárias em diversas ocasiões. Na mesma entrevista, o ex-diretor disse que cometeu erros e excessos, mas negou ter praticado qualquer ato de violência.

“Embora eu confesse meus excessos, como já confessei aqui, e a gente pode conversar sobre eles, eu jamais tive alguma relação que não fosse consensual e eu jamais pratiquei nenhum ato de violência com quem quer que seja na minha vida. Eu preciso estar com aqui com toda transparência, toda clareza pra dizer que eu fui um homem tóxico, um marido péssimo, uma pessoa que cometeu excessos em se relacionar com pessoas dentro do seu próprio ambiente de trabalho, coisa que eu não via problema, mas hoje eu entendo todas as nuances que isso pode ter, entendo que, como homem, eu feri pessoas, magoei pessoas, traí, fui galinha”

Segundo a revista piauí, a atriz Dani Calabresa denunciou os episódios de assédio formalmente à TV Globo que acionou seu departamento de compliance para acompanhar a situação. A reportagem diz que durante as investigações, outras mulheres também procuraram o setor para denunciar Marcius Melhem.

“Desde sexta-feira a Dani Calabresa tem sido inundada por mensagens de amor de apoio de afeto isso é muito importante e isso acolhe não só a Dani como as outras vítimas de Marcius Melhem. E o objetivo final é que todas possam trabalhar sem serem assediadas nem sexual nem moralmente. Esse é o objetivo final”, afirmou a advogada Mayra Cotta.

Ainda de acordo com a revista, o grupo teria ficado insatisfeito com os rumos da investigação e decidiu contratar a advogada para saber como proceder diante da situação.

Pouco depois, Marcius Melhem deixou a emissora. Em comunicado, a Globo disse que o término da parceria aconteceu em comum acordo após 17 anos de sucessos, mas não fez qualquer menção aos assédios que teriam sido praticados pelo então diretor.

A gravidade das denúncias fez surgir uma onda de apoio e solidariedade a Dani Calabresa. Colegas da atriz usaram a redes sociais para repudiar a situação e manifestar admiração pela coragem com que ela vem enfrentando a situação.

A atriz Tainá Müller publicou uma foto e escreveu: “mulher de talento imenso, obrigada pela coragem. Sinta-se abraçada”. Carolina Dieckman postou uma imagem de Dani com a mensagem: “Dani, deusa, talentosa, genial, corajosa, humorista, mulher e meu amor.”

Outra atriz, Aline Fanju, também agradeceu a colega pela coragem e disse: “Estamos com você. Eles ainda estão passando, mas a cada dia passarão menos graças a mulheres como você. Obrigada pela coragem”.

Maria Clara Gueiros disse que foi testemunha do que Dani Calabresa passou e que tem muito orgulho de fazer parte da construção de tempos melhores.

A própria Dani Calabresa também usou as redes sociais para desabafar: “Nunca quis ser vista como uma mulher assediada. Mas pra recuperar minha saúde precisei me defender. Nunca procurei a imprensa. Tomei as medidas cabíveis pra conseguir ajuda. Tudo é muito difícil, dá medo, vergonha, mas temos que lutar por respeito e justiça. Não passarão. Assédio é crime!”

Em nota, a Rede Globo disse que não comenta questões de compliance, mas reafirmou que todo relato de assédio, moral ou sexual, é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento, que não tolera comportamentos abusivos em suas equipes e incentiva que qualquer abuso seja denunciado.

A emissora disse ainda ser muito criteriosa para que os estilos de gestão estejam adequados aos comportamentos e posturas que a Globo quer incentivar e para que as medidas adotadas estejam de acordo com o que foi apurado, o que, segundo ela, não foi diferente nesse caso.

Você pode ler também!

Operação contra fraude em postos de combustíveis prende dois gerentes em Araras

Uma operação de combate a fraude em postos de combustíveis, em Araras (SP), prendeu dois gerentes de postos nesta

Read More...

Covid-19: vacina para profissionais da Educação 18+ está disponível

Já está disponível no Parque Ecológico a vacina contra a Covid-19 (Sars-CoV-2) para os profissionais da Educação do grupo

Read More...

Saúde realiza Dia D de vacinação contra a Covid-19 para pessoas com comorbidades neste sábado

A Secretaria da Saúde realiza, no próximo sábado (12), Dia D de vacinação contra Covid-19 para pessoas com comorbidades

Read More...

Mobile Sliding Menu