Vacinação de Ararenses com mais de 50 anos portadores de comorbidades começa na próxima quinta-feira (20)

Categorias Saúde em

Pessoas com idades entre 50 e 59 anos que apresentem comorbidades listadas no Atestado de Vacinação Contra a Covid-19 vão receber, nesta quinta (20) e sexta-feira (21), a primeira dose do imunizante contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2).  (Confira atestado aqui)

Para ter direito à imunização, o paciente deve procurar o Posto de Saúde mais próximo de sua residência e apresentar receita médica, além de exames complementares que comprovem a condição de saúde. No local, um formulário deverá ser preenchido para ser avaliado pela equipe médica posteriormente.

A mesma situação vale para quem é atendido no convênio ou por médicos particulares – basta levar o documento para que o profissional responsável analise as condições impostas pelo Programa Nacional de Imunização e assine de acordo com as comorbidades do paciente.

A vacinação acontece no Parque Ecológico, das 8h às 16 horas. Assim como nas outras campanhas realizadas no local, a logística da vacinação seguirá os seguintes sistemas: convencional (pedestre) e drive-thru (imunizações dentro dos veículos). A entrada para os pedestres será pela Avenida José Pavan. Já a do drive-thru, pela Avenida Dona Maria Della Coletta.

É importante ressaltar que somente pacientes que tiverem formulário preenchido e assinado por um médico responsável serão vacinados.

“Para ser imunizado neste momento é necessário apresentar formulário preenchido por médico responsável atestando que o paciente é portador de uma das comorbidades especificadas no atestado. Além disso, o munícipe deve ter entre 50 e 59 anos”, ressaltou a diretora de Vigilância em Saúde, Margareth Pagotti.

Estão incluídos nessa etapa de vacinação todos os pacientes com mais de 50 anos que sejam portadores de uma ou mais das seguintes comorbidades: Diabetes mellitus, Pneumopatias crônicas graves, Hipertensão Arterial Resistente, Obesidade mórbida IMC ≥ 40, Cirrose hepática, Anemia falciforme, Doença renal crônica, Pessoa portadora de HIV, Imunossuprimidos, doenças reumáticas, demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias, doenças cardiovasculares, pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses e que possuam doenças e deficiências físicas permanentes.

“É importantíssimo que esses pacientes procurem os médicos responsáveis. Esses grupos foram escolhidos por serem afetados de maneira mais grave pelos impactos da Covid-19. A vacina salva vidas e pode salvar a desses pacientes. A melhor vacina é a que está disponível no seu dia de ser imunizado, não deixe para depois, ela pode salvar sua vida”, ressaltou o secretário da Saúde, Agnaldo Piscopo.

 

Vacinação Solidária

Durante a vacinação, a Secretaria da Saúde dará andamento à Campanha Vacina Solidária, onde alimentos não perecíveis são arrecadados.

A ação, que é uma parceria dos Clubes de Serviços com a Prefeitura, por meio do Fuss (Fundo Social de Solidariedade), atingiu a marca de mais de 11 toneladas de alimentos arrecadados. A doação não é obrigatória e não está condicionada à vacinação.

Você pode ler também!

Natal Iluminado começa nesta segunda-feira (6)

Nesta segunda-feira (6), a Secretaria de Cultura divulgou a programação da Campanha Natal Iluminado, que será realizado até o

Read More...

Projeto Saema Verão é lançado com medidas voltadas à crise hídrica

O Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras) está lançando o Projeto Saema Verão, com medidas

Read More...

Secretaria da Saúde se reúne para discutir planejamento de 2022

Na manhã desta sexta-feira (3), na Casa da Memória de Araras Pedro Pessotto Filho, os coordenadores da Secretaria Municipal

Read More...

Mobile Sliding Menu