Prefeitura diminui reuniões do Orçamento Participativo em 2017

Categorias Notícias, Prefeitura de Araras On

A atual administração municipal resolveu diminuir a quantidade de reuniões do chamado Orçamento Participativo em 2017 e ainda realizou as reuniões em praticamente uma semana. Até o ano passado, por exemplo, o cronograma do Orçamento Participativo contava com mais de 10 reuniões, que transcorriam em 10 localidades distintas de Araras ao longo de duas ou três semanas.

Já em 2017, sob gerenciamento do atual governo, as regiões foram aglutinadas e as reuniões quase que reduzidas pela metade. As regiões central e oeste de Araras, por exemplo, tiveram a mesma reunião para apresentarem suas demandas – antes cada uma dessas regioes tinham reuniões próprias para apresentação das demandas.

Por isso moradores de bairros como o Jardim Anhanguera, São Benedito ou da Vila Pastorello apresentaram suas demandas no encontro com moradores da região do Jardim Nova Olinda, Rosana e da região do Cândida – os moradores da região oeste que desejavam participar precisavam se dirigir esse ano até o Paço Municipal no Centro; em 2016 eles apresentaram as demandas na Emef Prof. Clotilde Russo, no Jardim Cândida.

Tribuna chegou a questionar a administração municipal sobre as razões para a cidade ter sido ‘redividida’ em apenas seis regiões – até 2016 havia 11 regiões – e questionou se os delegados de cada região também foram reduzidos. A Prefeitura reforçou, em resposta à Tribuna, que o tema questionado estaria contemplado em matéria sobre a organização do Orçamento Participativo 2017 divulgada no site da Prefeitura. Contudo, tanto a matéria produzida em texto quanto ao conteúdo em vídeo não explicam as razões para a redução na quantidade de reuniões.

Também questionada sobre as demandas dos moradores em 2017 no Orçamento Participativo, a Prefeitura informou que a divulgação do relatório final – que deve contemplar as demandas solicitadas pelos moradores – está prevista para a próxima semana.

Orçamento participativo em Araras

Segundo a Prefeitura, o Orçamento Participativo “é um importante instrumento de complementação da democracia representativa, pois permite que o cidadão debata e defina os destinos da sua cidade”.

Pelo mecanismo a população aponta as prioridades de investimentos em obras e serviços a serem realizados a cada ano com os recursos do orçamento da Prefeitura. A ideia da participação é estimular o exercício da cidadania, o compromisso da população com o bem público e a co-responsabilização entre governo e sociedade sobre a gestão da cidade. Por isso são realizadas as reuniões, em que são acolhidas as demandas dos moradores.

Caso a proposta seja mantida como em anos anteriores, espera-se que a Prefeitura divulgue o relatório com os pedidos e que depois o Poder Público aponte quais demandas são passíveis de atendimento e quais não poderão ser executadas.

Você pode ler também!

Vereadores Jovens da Câmara Municipal de Araras visitam a Estação de Tratamento de Água do Saema

Vereadoras e vereadores da Câmara Jovem de Araras visitaram, na última quinta-feira (18), a Estação de

Read More...

Dia do Agricultor será comemorado com shows e exposições

Evento gratuito será realizado neste domingo (28), no Centro Cultural Leny de Oliveira Zurita, e contará

Read More...

Festival Municipal Sertanejo: inscrições devem ser feitas pela internet

Cadastros devem ser efetuados pelo e-mail festivalsertanejo@araras.sp.gov.br até o dia 23 de agosto; cantores solo, duplas

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu