Projeto que visa tornar o funcionamento do Executivo mais rápido e sem burocracia é aprovado em 1º turno

Categorias Câmara Municipal, Notícias em
- Updated

Os vereadores aprovaram por unanimidade, em primeiro turno, na sessão ordinária da última segunda-feira (11), o projeto de Lei do Executivo que dá nova redação ao artigo 63 da LOMA – Lei Orgânica do Município de Araras -, o qual permite o prefeito municipal, Pedro Eliseu Filho (PSDB) delegar atribuições, que em decreto, especificar, visando estritamente a desconcentração administrativa.

O projeto ainda será votado em segundo turno pelos parlamentares na Câmara Municipal. O objetivo da aprovação desse projeto é fazer com que o prefeito delegue ao máximo suas atribuições administrativas de rotina para que ele se concentre nas suas funções de maior relevo e torne o funcionamento da máquina pública mais rápido e com menos burocracia. “A descentralização administrativa é considerada uma das técnicas mais importantes para se alcançar a eficiência da administração”, explica Pedrinho Eliseu no projeto.

Ainda de acordo com o texto do projeto, o prefeito municipal Pedrinho Eliseu destaca que com essa alteração no texto do artigo 63 da Lei Orgânica do Município de Araras, o processo dos despachos será mais rápido e eficiente. “A burocracia prospera nas administrações públicas centralizadas, pois todos os processos e todos os assuntos acabam sendo encaminhados à decisão superior, até chegar à autoridade máxima, ou seja, no meu Gabinete, acumulando-se despachos meramente informativos, que nada resolvem, engrossando os processos, emperrando a administração que provocam no cidadão verdadeiro horror à burocracia”, justifica Pedrinho.

Vale ressaltar, que embora delegando determinadas funções a seus auxiliares, o prefeito não perderá o controle final da situação, já que se manterá informado sobre as maneiras como serão cumpridas suas ordens, uma vez que, a responsabilidade final permanecerá sempre com o Chefe do Executivo e se necessário for poderá revogar qualquer atribuição e impor sua decisão em qualquer matéria.

O segundo turno da votação ocorrerá a partir da 34ª sessão ordinária, uma vez que, o regimento interno da Câmara Municipal exige um intervalo de 10 dias entre cada votação. Para virar Emenda à Lei Orgânica do Município de Araras o projeto terá que ter a aprovação de 2/3 (dois terços) dos parlamentares conforme prevê o inciso 1º do artigo 42 da LOMA.

Com informações da Diretoria de Comunicação da CMA

Você pode ler também!

Infecção por rara ameba “comedora de cérebro” na Flórida alerta autoridades dos EUA

Um caso de infecção pela Naegleria fowleri, tipo raro de ameba, preocupa as autoridades da Flórida, nos Estados Unidos.

Read More...

Bolsonaro está com sintomas de Covid-19

Jair Bolsonaro está com febre e cancelou a agenda da semana por causa da suspeita de Covid-19. “Estou evitando [chegar

Read More...

Caso de peste bubônica faz China elevar estado de alerta no norte do país

Autoridades na China aumentaram medidas de segurança sanitária depois que uma cidade na Mongólia Interior (região autônoma do país)

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu