Samu de Araras registra mais de 600 trotes no primeiro semestre de 2018

Categorias Notícias, Saúde

Maioria das ligações é feitas por crianças; Quem for pego praticando este ato poderá ser multado em mais de R$ 1,2 mil

O Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência) de Araras registrou mais de 600 trotes no primeiro semestre de 2018. Quem pratica esta brincadeira de mau gosto pode ser multado, já que uma equipe de emergência é enviada para um atendimento falso.

Entre os meses de janeiro e julho, o serviço regional, que também atende as cidades de Pirassununga e Conchal, recebeu ao todo 15.915 ligações. Em Araras foram 9.922 chamadas de emergências e 658 delas eram trotes.

Cada ligação é um pedido de ajuda e quando o telefone toca no Samu, quem atende chama a equipe de socorristas, que sai pelas ruas da cidade. Tudo para socorrer uma vítima.

Porém, em muitas ocasiões a vítima não existe. Quando o telefone toca, do outro lado da linha, quem pede ajuda na maioria das vezes são crianças passando trotes. “Hoje a maioria das ligações são de crianças e isso ocorre porque muitas vezes os pais deixam o celular com os filhos para distração. Como o número do Samu é muito fácil de memorizar, elas (crianças) acabam aproveitando para fazer essas brincadeiras, que por fim atrapalham o serviço”, explicou o diretor de Urgência e Emergência do Samu Araras, Alex Zaniboni. “O trote é muito prejudicial, tendo em vista no momento em que uma pessoa possa realmente estar precisando de um socorro do Samu, as linhas vão estar congestionadas, pois há alguém passando trotes. Essa brincadeira de mau gosto pode colocar vidas em risco”, alertou.

No ano de 2017, o serviço em Araras recebeu 1.700 trotes, enquanto em 2016 foram mais de 2 mil pedidos falsos. (Foto: Arquivo)

Balanço 2017

Durante todo o ano de 2017 o Samu recebeu o total de 36 mil ligações nas três cidades em que atende. No município de Araras foram 25.434 chamadas, onde 1.710 foram trotes – uma média de 4 por dia. Já em 2016 foram mais de 2 mil pedidos falsos.

“Gradativamente isso vem diminuindo, mas é muito importante principalmente que os pais orientem seus filhos a não ligarem para o 192 desnecessariamente. No tempo em que a ambulância se desloca para atender um trote pode entrar uma vítima de verdade e o veículo não estar disponível”, ressaltou Zaniboni.

Segundo uma lei estadual passar trote é crime e se a ligação falsa for feita para o Samu, a pessoa pode ser multada em mais de R$ 1,2 mil.

Fonte: Jornal Opinião

Você pode ler também!

Saema pede uso consciente da água para evitar desperdícios

Atualmente, Araras consome 45 milhões de litros de água tratada por dia, e esse consumo aumenta

Read More...

Fundo Social recebe doação de fraldas arrecadadas na 1ª Corrida do Batom

Entrega oficial dos materiais aconteceu nesta terça-feira (18), na sede do Fuss e contou com a

Read More...

Decretos definem correção de 4,28% nos tributos e também no IPTU; quem pagar a vista terá 5% de desconto

Administração Municipal reforça que não houve nenhum aumento dos tributos e o imposto, e sim apenas

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu