Médica Gersoely de Souza Antoniazzi recebe a cidadania ararense nesta sexta-feira na Câmara Municipal

Categorias Câmara Municipal, Notícias

O Poder Legislativo de Araras promove na próxima sexta-feira (29), às 19h30, no Plenário Bruno Moysés Batistela, a cerimônia de entrega do título de cidadã ararense à paulistana, Gersoely de Souza Antoniazzi.

O decreto legislativo nº 1 de 12 de fevereiro de 2019, que outorga a médica, Gersoely de Souza Antoniazzi, com a cidadania ararense é de autoria da parlamentar, Deise Aparecida Olimpio de Oliveira (PSC) e aprovado pelos vereadores em Plenário.

Gersoely é médica emergencista do SAMU e trabalhou por 12 anos como médica plantonista na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Araras.

Nascida em São Paulo, no dia 10 de fevereiro de 1950, é filha de Maria Eulália Campos de Souza e Gerson de Souza e tem três irmãos, Gerson Ênio Campos de Souza, Gecilda Mirtes Campos de Souza (falecido) e Luiz Carlos Campos de Souza.

Embora nascida na capital paulista, Gersoely passou sua infância em Poços de Caldas-MG, morou também em Maringá-PR, onde a família tinha uma fazenda de café, porém, quando estava na adolescência, precisou-se mudar novamente a São Paulo para cuidar da saúde do pai, que não resistiu a uma doença no coração e veio a falecer.

A mãe e os filhos ficaram na capital paulista. Gersoely estudava no colégio durante o dia e fazia cursinho de medicina no período da noite. Após a conclusão dos estudos, fez a inscrição para o vestibular na Faculdade de Santa Maria-RS, no entanto, seu destino foi atravessar a fronteira e cursar medicina em Córdoba na Argentina.

Na cidade de Córdoba, Gersoely morava com três amigas. Em razão da baixa temperatura daquela região, adquiriu paralisia facial, que a deixou com sequelas até hoje. Foi também em Córdoba que conheceu seu primeiro marido, com quem teve duas filhas.

Após a conclusão do curso e devido à crise econômica que atravessava a Argentina, Gersoely resolveu voltar com a família ao Brasil e seu destino foi a cidade de Barbacena/MG, único local onde estava fazendo revalidação de diploma de medicina de outros países para poder trabalhar, já que o diploma de medicina da Argentina não é válido no Brasil. Ainda assim, Gersoely precisou cursar novamente a faculdade de medicina, a partir do segundo ano.

Na cidade de Barbacena, concluiu novamente a faculdade e paralelamente trabalhou no Posto de Saúde e no hospital psiquiátrico da cidade. Também em Barbacena teve a sua terceira filha. Após a formação, Gersoely se transferiu para Santos, onde fez residência no hospital “Ana Costa”. Além de Santos, trabalhou em outras cidades da baixada santista, inclusive na cidade de Itariri, onde foi eleita vereadora pelo PFL – Partido da Frente Liberal -. Nesta mesma época atuou também no Hospital Municipal de Tatuapé, em São Paulo.

No ano de 2003, duas das três filhas, escolheram a Fundação Hermínio Ometto – UNIARARAS – para estudar, ao conhecer a cidade, Gersoely resolveu mudar-se para Araras, onde desde então trabalhou na Santa Casa e agora exerce a função como médica emergencista no SAMU.

Com informações da Diretoria de Comunicação da CMA 

Você pode ler também!

Prefeito Junior Franco nomeia dois novos secretários

Eduardo Severino assume a Secretaria de Habitação, enquanto Beto Cabrini é nomeado para a Secretaria de

Read More...

22° Encontro de Autos Antigos: carreata de veículos acontece neste sábado

A tradicional carreata para promover o Encontro de Autos Antigos de Araras acontece neste sábado (18).

Read More...

Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres recebe homenagem da Câmara Municipal de Araras

O vereador Marcelo de Oliveira (PRB) entregou moções de congratulações aos membros e representantes do Conselho

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu