Entrega de cidadania ararense à médica Gersoely de Souza Antoniazzi emociona convidados na Câmara de Araras

Categorias Câmara Municipal, Notícias

O Poder Legislativo de Araras promoveu na noite da última sexta-feira (29), no Plenário Bruno Moysés Batistela, a cerimônia de entrega do título de cidadã ararense à paulistana, Gersoely de Souza Antoniazzi, conforme decreto legislativo nº 1 de 12 de fevereiro de 2019.

A cerimônia emocionou a homenageada, familiares, amigos e convidados na plateia. A autora do título, Deise Aparecida Olimpio de Oliveira (PSC) parabenizou Gersoely, que trabalhou por 12 anos como plantonista na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Araras e atualmente é médica emergencista do Samu. “Esta homenagem é mais que merecida, uma profissional extremamente dedicada, competente e disposta a ajudar o próximo, nós, o povo de Araras nos orgulhamos muito de tê-la aqui em nossa terra”, discursou a parlamentar.

Para Gersoely, receber a cidadania ararense é algo inesquecível na sua vida. “Não tem homenagem mais grandiosa do que receber um título da cidade que você escolheu para viver, a qual você tanto admira, isso mostra que estamos deixando um legado, quero agradecer muito a vereadora Deise Olimpio e todos os parlamentares por me concederem essa honraria”, disse Gersoely.

A Solenidade foi presidida pelo vereador Marcelo de Oliveira (PRB) e teve a participação do vereador José Roberto Apolari (PTB), do Secretário Municipal de Desenvolvimento, Felipe Castro, que esteve representando o prefeito, Rubens Franco Junior (DEM), do ex-vereador Nelsinho Barbosa, atual Ouvidor do CAEM – Centro de Especialidade Médica – e de integrantes do Samu de Araras

Nascida em São Paulo, no dia 10 de fevereiro de 1950, é filha de Maria Eulália Campos de Souza e Gerson de Souza e tem três irmãos, Gerson Ênio Campos de Souza, Gecilda Mirtes Campos de Souza (falecido) e Luiz Carlos Campos de Souza.

Na infância, morou em Poços de Caldas-MG, na adolescência viveu em Maringá-PR, onde a família dela tinha uma fazenda de café, porém, precisou-se mudar novamente a São Paulo para cuidar da saúde do pai, que não resistiu a uma doença no coração e veio a falecer.

Com a família, cresceu na capital paulista, estudou no colégio durante o dia e fez cursinho de medicina no período da noite. Após a conclusão dos estudos, fez a inscrição para o vestibular na Faculdade de Santa Maria-RS, no entanto, seu destino foi atravessar a fronteira e cursar medicina em Córdoba na Argentina.

Na cidade de Córdoba, Gersoely morou com três amigas. Em razão da baixa temperatura daquela região, adquiriu paralisia facial, que a deixou com sequelas até hoje. Foi também em Córdoba que conheceu seu primeiro marido, o Domingos, onde teve duas filhas, karin e Fabiana.

Após a conclusão do curso e devido à crise econômica que atravessava a Argentina, Gersoely resolveu voltar com a família ao Brasil e seu destino foi a cidade de Barbacena/MG, único local onde estava fazendo revalidação de diploma de medicina de outros países para poder trabalhar, já que o diploma de medicina da Argentina não é válido no Brasil. Ainda assim, Gersoely precisou cursar novamente a faculdade de medicina, a partir do segundo ano.

Na cidade de Barbacena, concluiu novamente a faculdade e paralelamente trabalhou no Posto de Saúde e no hospital psiquiátrico da cidade. Também em Barbacena teve a sua terceira filha, a Mayra. Gersoely tem dois filhos adotivos, João, que faleceu em 2013 e José Everton, que participou da cerimônia e não conteve às lagrimas.

Após a formação em Barbacena-MG, Gersoely se transferiu para Santos, onde fez residência no hospital “Ana Costa”. Além de Santos, trabalhou em outras cidades da baixada santista, inclusive na cidade de Itariri, onde foi eleita vereadora pelo PFL – Partido da Frente Liberal -. Nesta mesma época atuou também no Hospital Municipal de Tatuapé, em São Paulo.

No ano de 2003, duas das três filhas, escolheram a Fundação Hermínio Ometto – UNIARARAS – para estudar, ao conhecer a cidade, Gersoely resolveu mudar-se para Araras, onde trabalhou na Santa Casa e agora exerce a função como médica emergencista no SAMU.

Nilsinho Zanchetta – Diretoria de Comunicação da CMA 

Você pode ler também!

Matheus Ceará apresenta seu novo show “Papai é uma piada” em Araras

A Brain e a Teatro GT trazem para o interior do Estado de São Paulo Matheus

Read More...

Equipe do Cras Pró-Arara participa de Encontro Brasileiro de Observação de Aves

Equipe do Cras (Centro de Reabilitação de Aves Silvestres) Pró-Arara participou na última sexta-feira (17) do

Read More...

Concurso público: TCA está com inscrições abertas para preenchimento de 15 vagas

Interessados em participar da seleção devem se inscrever pelo site: www.conscamweb.com.br e pagar taxa que é

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu