Integrantes do Conselho dos Direitos da Mulher tomam posse

Categorias Notícias, Prefeitura de Araras em

Conselho tem como finalidade assegurar o exercício pleno da cidadania feminina; comitê foi eleito para biênio de abril de 2019 a abril de 2021

A Prefeitura de Araras deu posse às novas conselheiras titulares e suplentes do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Araras. O palco da solenidade foi a Casa da Memória “Pedro Pessotto Filho”, na noite da última terça-feira (16).

A cerimônia contou com a presença do vice-prefeito e secretário municipal do Governo, Carleto Denardi, da diretora de Coordenadoria Mulher, Mônica Barreto, do diretor da Casa dos Conselhos, Wagner Leveghim, da vice-presidente do Fundo Social de Solidariedade de Araras, Ângela Denardi, da primeira-dama e presidente do Fundo Social, Daniela Franco, do secretário municipal da Saúde, Romildo Benedito Borelli e da nova delegada titular da Delegacia da Mulher de Araras, Andréa Arnosti Pavan, além das novas componentes do Conselho.

Composto por 22 membros, entre conselheiras e suplentes, o Conselho elegeu como presidente Pérola Monteiro dos Santos Quintiliano – como representante do Movimento das Mulheres Negras, e como sua vice-presidente, Bruna Brehmer da Silva Paz – como representante do Lions Clube.

“Estou muito emocionada e muito feliz. Há muito tempo desejo um Conselho da Mulher que realmente faça a diferença. Neste pouco tempo que estivemos juntas, percebi que as novas integrantes são guerreiras e estão querendo, de fato, fazer a diferença. Convido a todos, homens e mulheres, para estarem conosco nesta conquista. Faremos um trabalho para somar”, disse a nova presidente eleita, Pérola Monteiro dos Santos Quintiliano.

O Conselho tem como finalidade assegurar o exercício pleno da cidadania feminina, estimulando a participação e a integração no desenvolvimento social e nas atividades de cunho econômico, político e cultural da sociedade ararense.

“O Conselho se torna muito importante para o município, pois Araras tem certo índice de violência. Não é esperar a mulher ser agredida para ser acolhida e tomar as medidas necessárias, tem que trabalhar com prevenção. Seja com capacitação profissional – para não ficar na dependência entre outras. Vamos busca junto ao Governo, maneiras de trazer casa de acolhimento e até mesmo o botão do pânico aqui para nossa cidade”, comentou a diretora de Coordenadoria da Mulher, Mônica Barreto.

O vice-prefeito e secretário de governo, Carleto Denardi, que na ocasião também representou o prefeito, Júnior Franco – que estava em outra agenda – disse que é um momento muito importante, pois demonstra o quanto a cidade está preocupada com o tema.

“As eleitas, com certeza, têm vontade de fazer com que as políticas públicas inerentes ao assunto saiam do papel. E é papel delas cobrarem isso e fazer acontecer. Nós, enquanto poder público estamos dispostos, na medida das possibilidades, a atender essas demandas para que possamos, de fato, nos realizarmos como pessoas homens e mulheres que devem acima de tudo se respeitarem. Desejo um bom trabalho a todas”, finalizou Carleto.

Você pode ler também!

Centro de Distribuição dos Agricultores começa a funcionar nesta sexta-feira, no Parque Ecológico

O CDA (Centro de Distribuição dos Agricultores) funciona a partir desta sexta-feira (30), das 5h às 13h, no Pavilhão

Read More...

Viva Leite: distribuição em novembro começa sexta-feira (6) e volta a ser duas vezes por semana

O programa Viva Leite terá mudança na distribuição a partir do mês de novembro em todo o Estado de

Read More...

Obra do Sabaz Leste interdita trecho da Avenida Marginal no domingo

O Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras) informa que o trânsito será interditado a partir

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu