Incêndio do Onix Plus é causado por quebra do bloco do motor

Categorias Notícias, Trânsito em

A GM anunciou à sua rede concessionária na tarde desta quarta-feira (6) que fará um recall do Chevrolet Onix Plus por causa do incêndio de uma unidade do sedã no Maranhão, noticiada por QUATRO RODAS na última segunda-feira (4).

O recall é apresentado como sendo motivado por uma falha no software de gerenciamento do motor, e gerou até a suspensão das vendas do modelo. Só que a falha, ao que tudo indica, vai um pouco além.

QUATRO RODAS obteve em primeira mão com o Ministério da Justiça e Segurança Pública o esclarecimento oficial enviado pela fabricante ao governo sobre o caso.

E ele envolve quebra de componentes do motor como pistão, biela e até o bloco, que geram um vazamento de óleo nas partes quentes, ocasionando então o incêndio.

Veja na íntegra:

“A General Motors do Brasil (GMB), em cumprimento aos artigos 2º e 3º da Portaria MJ nº 618/19, vem, respeitosamente, informar esta Autoridade que recebeu em 5 de novembro de 2019 informações de que os veículos Onix Plus 2020 podem apresentar uma condição de defeito na calibração do software que pode, em alguns casos, causar vazamento de óleo no compartimento do motor. Se o vazamento de óleo ocorrer e o óleo entrar em contato com componentes do motor funcionando em alta temperatura, poderá gerar um incêndio. Com base nas informações disponíveis, este defeito parece manifestar-se principalmente quando o veículo está em baixa rotação, em ambientes de altas temperaturas e condições áridas, e possivelmente em combinação com o combustível de baixa qualidade.

As informações recebidas pela GMB até a presente data, indicam que o defeito na calibração do software dos veículos pode fazer com que ocorra uma condição de pré-ignição em determinadas situações. Se o defeito se manifestar, esta condição de pré-ignição poderá aumentar a pressão e a temperatura na câmara de combustão do motor, causando degradação no topo do pistão. Esta condição pode levar a quebra do pistão e sua biela de conexão e consequentemente causar quebra do bloco do motor. Se o bloco do motor quebrar, o óleo pode vazar e entrar em contato com os componentes do motor quente.”

O esclarecimento bate com o relato de Cleiton James, proprietário do Onix Plus que pegou fogo em solo maranhense há alguns dias. Na ocasião, James relatou ter “sentido um barulho na parte do motor, como uma pequena explosão”, antes de parar o carro, levantar o capô e constatar que havia chamas.

De acordo com o coordenador de Saúde e Segurança da Senacon, Nicolas Eric Matoso, a Chevrolet ainda não apresentou solução para o caso, nem o número total de unidades envolvidas no chamado, mas tem um prazo de 15 dias para fazê-lo.

De agosto a outubro 8.775 unidades do Chevrolet Onix Plus foram emplacadas no Brasil. Nestes primeiros dias de novembro, mais 1.171 unidades ganharam as ruas, totalizando 9.946 unidades.

Procurada por QUATRO RODAS para confirmar a informação, a GM enviou o seguinte posicionamento:

“Em resposta ao questionamento da QR, a GM confirma que o caso citado está relacionado às condições muito especificas e combinadas de pressão atmosférica, temperatura ambiente, umidade relativa do ar e composição do combustível que podem provocar esta reação.

Abaixo, o posicionamento oficial da empresa em relação ao recall do Onix Plus

A General Motors tem como prioridade a segurança dos seus clientes. Por isso, informa que está prontamente convocando os proprietários do Onix Plus modelo 2020 entregues até então para atualização do software de gerenciamento do motor.

Em condições muito especificas e combinadas de pressão atmosférica, temperatura ambiente, umidade relativa do ar e composição do combustível o software de gerenciamento do motor pode, eventualmente, apresentar falha, com risco de danos ao motor e potencial incêndio, como no caso ocorrido na região Nordeste. Esta condição é precedida de um alerta visual no painel de instrumentos – a luz indicadora de funcionamento incorreto, referente ao motor, acende.

Os proprietários dos modelos envolvidos serão chamados a comparecer a uma concessionária Chevrolet para realizar de forma gratuita o serviço.

Destacamos que o incidente anterior, ocorrido no pátio da fábrica de Gravataí em setembro, foi um caso isolado provocado por um fator que não tinha relação com o projeto do veículo.”

Mais cedo, porém, a fabricante enviou um comunicado oficial reforçando que não foi este defeito o causador do incêndio no pátio da fábrica, em setembro.

Este recall também não estaria relacionado aos boletins internos divulgados ontem por QUATRO RODAS. Confira na íntegra a nota divulgada nesta quarta pela GM a respeito do caso:

“A General Motors tem como prioridade a segurança dos seus clientes. Por isso, informa que está prontamente convocando os proprietários do Onix Plus modelo 2020 entregues até então para atualização do software de gerenciamento do motor.

Em condições muito especificas e combinadas de pressão atmosférica, temperatura ambiente, umidade relativa do ar e composição do combustível o software de gerenciamento do motor pode, eventualmente, apresentar falha, com risco de danos ao motor e potencial incêndio, como no caso ocorrido na região Nordeste. Esta condição é precedida de um alerta visual no painel de instrumentos – a luz indicadora de funcionamento incorreto, referente ao motor, acende.

Os proprietários dos modelos envolvidos serão chamados a comparecer a uma concessionária Chevrolet para realizar de forma gratuita o serviço.

Destacamos que o incidente anterior, ocorrido no pátio da fábrica de Gravataí em setembro, foi um caso isolado provocado por um fator que não tinha relação com o projeto do veículo.

O agendamento estará disponível em toda a Rede Chevrolet e na Central de Relacionamento Chevrolet pelo 0800-702-4200 assim que a atualização de software estiver disponível.

Todos os proprietários de Onix Plus devem levar seus veículos até a Concessionária Chevrolet de sua preferência. A GM disponibilizará para todos os clientes um veículo reserva alugado até que o procedimento de atualização do software em seu veículo seja efetuado.”

Fonte: Quatro Rodas

Você pode ler também!

Prefeitura propõe mudança no regime de trabalho da GCM para reforçar rondas na cidade

A Prefeitura de Araras está empenhada em reforçar a segurança na cidade e valorizar ainda mais

Read More...

Novo Terminal Urbano da região leste recebe cobertura

O novo Terminal Urbano da região leste, que está sendo construído pela Prefeitura de Araras, já

Read More...

Projeto Ecobag: alunos arrecadaram mais de 6 toneladas de materiais reciclados

Alunos de cinco escolas da rede municipal arrecadaram, juntos, mais de seis toneladas de materiais recicláveis

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu

1
Olá! Fale com o portal Notícias de Araras pelo WhatsAPP Oficial. Clique no botão abaixo para abrir o aplicativo.
Powered by