Vigilância Epidemiológica monitora 10 suspeitas de coronavírus em Araras

Categorias Saúde em

Araras tem, até o momento, 10 casos suspeitos de coronavírus sob investigação da Vigilância Epidemiológica, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde. Quatro desses pacientes estão internados por apresentarem dificuldades respiratórias – os outros seis estão em isolamento domiciliar, seguindo determinações do Ministério da Saúde.

Até o momento, Araras notificou 12 suspeitas da doença – os dois primeiros casos foram descartados após a chegada do resultado de exames realizados pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL). Os demais aguardam a chegada dos laudos do IAL para diagnóstico dos casos. A previsão é que as análises sejam concluídas em 15 dias, mas o prazo depende da logística e da demanda do laboratório.

Os principais sintomas do coronavírus envolvem dor de cabeça, tosse, dificuldade respiratória e febre. A transmissão do covid-19 acontece por meio de gotículas respiratórias e o período de incubação do vírus pode chegar até a 15 dias, tempo em que os primeiros sintomas podem levar para aparecer desde a infecção.

Embora não haja casos confirmados de coronavírus em Araras, o covid-19 pode estar circulando na cidade em pacientes assintomáticos ou ainda em pessoas que apresentam sintomas leves da doença.

“Para cada caso grave, há outros casos leves e subclínicos. Esse é o grande problema da saúde: as pessoas que não apresentam sintomas, mas podem estar infectadas e transmitindo o vírus para outras por aí. Por isso, mais do que nunca, é importante ficar em casa. Quarentena não é sinônimo de férias, é uma precaução para evitarmos problemas graves no futuro”, acrescentou o médico Rodrigo Klein, da Vigilância Epidemiológica de Araras.

O atual protocolo do Ministério da Saúde determina que a notificação de suspeitas e posterior coleta de secreção nasal (swab nasal) para análise laboratorial só deve ser realizada em casos de pacientes com sintomas graves e internados. O médico reforça, no entanto, que o tratamento dos suspeitos independe do resultado do exame.

“O exame é mais pra fins estatísticos, não é ele que vai determinar o tratamento do paciente. Se a pessoa apresentar insuficiência respiratória grave e febre vai ser tratada conforme o protocolo de covid-19”, acrescentou.

Evitar locais com aglomeração de pessoas, lavar corretamente as mãos, cobrir a boca ao tossir e espirrar e, principalmente, permanecer em casa estão entre as principais medidas para prevenir possíveis contaminações. Em caso de dúvida, os ararenses podem ligar para a Secretaria Municipal de Saúde para serem orientados. O telefone é 3543-1522.

Você pode ler também!

Cordeirópolis registra primeira morte suspeita por coronavírus

Por Notícias de Limeira Uma idosa entrou em óbito na tarde desta terça-feira (07) no hospital de Cordeirópolis por insuficiência

Read More...

Juiz federal bloqueia dinheiro dos fundos partidário e eleitoral e manda usar contra coronavírus

O juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, da 4ª Vara Cível da Justiça Federal em Brasília, determinou nesta terça-feira

Read More...

Senado aprova projeto para socorrer microempresas

O Senado aprovou hoje (7) o Projeto de Lei (PL) 1.282/2020, que pretende socorrer as microempresas durante o período

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu