Cloroquina: médicos alertam sobre perigo da automedicação

Categorias Saúde em
- Updated

Tanto para cientistas e médicos quanto para a população geral a pandemia da Covid-19 é uma novidade. Para superar a crise e salvar vidas, o mundo está em busca de um tratamento eficaz. Neste cenário, a hidroxicloroquina e a cloroquina são medicamentos que, combinados com outras substâncias,
têm feito parte do tratamento de doentes graves.

Médicos ouvidos pela reportagem do Jornal de Piracicaba alertam para que a população não faça automedicação como forma de prevenir a doença, pois a hidroxicloroquina e cloroquina em doses sem prescrição médica podem prejudicar o funcionamento do coração, além de que pacientes com problemas nos rins e hepáticos, por exemplo, precisam de atenção especial ao fazer uso do medicamento. “É importante ressaltar que o medicamento não deve ser usado de forma preventiva e por automedicação”, afirma o secretário municipal da saúde e pneumologista, Pedro Mello.

Além disso, não há estudos científicos que comprovem totalmente a eficácia do medicamento. “São pacientes graves, em terapia intensiva,
monitorados porque as medicações não estão isentas de uma toxicidade e a gente sabe é uma medicação que é tóxica para o coração e o paciente que já tem arritmia realmente tem que ter um cuidado maior […] pacientes com insuficiência renal ou problemas hepáticos graves têm que ter as doses reduzidas”, explica a médica Juliana Assunção Ribon, infectologista do Cedic (Centro de Doenças Infectocontagiosas) de Piracicaba e membro do comitê de enfrentamento ao Covid-19 no município.

O MS (Ministério da Saúde) autorizou o uso da hidroxicloroquina e cloroquina no tratamento da Covid-19 apenas em pacientes em estado grave, hospitalizados com pneumonia viral, desde que haja autorização formal. Ao divulgar na última terça-feira (7) um guia para o SUS (Sistema Único de Saúde), o MS afirmou que “até o momento, não há evidências científicas sobre um tratamento que possa prevenir a infecção por coronavírus ou ser utilizado com 100% de eficácia no tratamento, embora estejam em estudo medicamentos e terapias com resultados preliminares promissores”, diz em nota.

“O uso da cloroquina teve ensaios terapêuticos na China, Coreia do Sul e Itália com resultados positivos em cerca de 70% dos casos de pacientes
com pneumonia causada pela Covid-19. O Hospital Albert Einstein, em São Paulo, também preconiza os ensaios com hidroxicloroquina e azitromicina. São ensaios ainda preliminares que precisam de uma maior comprovação científica”, diz Mello.

Para Juliana, os estudos a respeito da cloroquina no ainda não tiveram um número expressivo de pacientes participantes para resultados científicos, porém o medicamento tem ajudado na redução dos males da Covid-19. “O que os estudos têm mostrado [é] que a cloroquina reduziu o tempo para a recuperação clínica desse paciente, promoveu uma remissão da pneumonia com a Covid-19. […] No momento a gente tem a recomendação sim, por mais que a gente pense na questão dos efeitos colaterais”, comenta.

Outros medicamentos como antivirais, como o usado no tratamento de pacientes com HIV, estão em estudos para o tratamento da Covid. “A
vacina está sendo preconizada de dez a 15 meses. Existem outros antivirais que já estão sendo usados no tratamento da Covid-19, porém, em ensaios terapêuticos como, o remdesivir e lopinavir, todos sem comprovação científica”, avalia Mello.

Jornal de Piracicaba

Você pode ler também!

Araras retoma vacinação contra a covid-19 nesta quinta-feira

A Prefeitura de Araras retoma nesta quinta-feira (28), no ginásio municipal de esportes Nelson Rüegger, a vacinação contra a

Read More...

Prefeitura voltará a pagar salários no último dia útil do mês

Uma reunião realizada na tarde desta terça-feira (26) no gabinete do Prefeito Pedrinho Eliseu, finalizou as tratativas para que

Read More...

Meio Ambiente comemora dia da Educação Ambiental com ação de conscientização

Em comemoração ao dia mundial da Educação Ambiental, a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura (SMMAA) realizou nesta terça-feira

Read More...

Mobile Sliding Menu