JUSTIÇA DEFERE LIMINAR CONTRA PESQUISA ELEITORAL FRAUDULENTA EM ARARAS

Categorias Cidade em
- Updated

A Justiça Eleitoral de Araras deferiu liminar obrigando o cidadão Marcelo do Carmo Zago a deletar pesquisa eleitoral fraudulenta divulgada em redes sociais.

A referida pesquisa fraudulenta estava sendo divulgada no Facebook e por meio de grupos de WhatsApp.

Nos termos do Art. 17 da Resolução 23.600/2019 do TSE, quem divulga ou propaga pesquisa eleitoral não registrada sujeita-se a aplicação de multa entre R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00 além de poder responder pelo CRIME previsto no Art. 18 da mesma Resolução.

Você pode ler também!

Secretaria de Assistência Social realiza entrega de mil cestas básicas

A Secretaria de Assistência Social está realizando a entrega de mil cestas básicas durante esta semana. Em março, 2.511

Read More...

Secretaria de Educação realiza atividades sobre o autismo na Rede Municipal de Ensino

Com o intuito de disseminar informações sobre a TEA (Transtorno do Espectro Autista), a Secretaria Municipal de Educação vem

Read More...

Saema disponibiliza canais de atendimento virtuais

O Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras) reforça que disponibiliza canais virtuais tornando o atendimento

Read More...

Mobile Sliding Menu