Mara Figueiredo, ícone da cultura, educação e política ararense, recebe de Felipe Beloto a Medalha do Mérito Cívico 24 de Março

Categorias Câmara Municipal em

Professora, escritora, ex-secretária de Cultura e uma das pioneiras vereadoras do município, Mara Figueiredo recebeu na tarde desta quinta-feira (3), do vereador Felipe Beloto (PL), a Medalha do Mérito Cívico 24 de Março.

A entrega foi realizada, com todos os cuidados e respeito ao distanciamento social, na residência da homenageada, em virtude das restrições impostas pela pandemia do novo Coronavírus, que impediu a realização da tradicional solenidade que a Câmara Municipal faz para os laureados, sempre na Semana do Município.

Beloto formalizou a indicação de Mara Figueiredo por meio de ofício no dia 27 de fevereiro deste ano, e a entrega ficou condicionada inicialmente a uma expectativa da volta das atividades presenciais no Plenário da Câmara.

Diante do agravamento da pandemia, entretanto, Ato 16/2020, publicado em julho pelo presidente da Câmara, Carlos Alberto Jacovetti (REDE), determinou que as láureas fossem entregues nas residências dos homenageados.

Instituída por Decreto Legislativo 13/2007, a homenagem visa formalizar, por parte da Câmara Municipal, através de indicações de cada vereador, o reconhecimento aos relevantes serviços prestados por pessoas nascidas no município, e que tenham contribuição para com a cidade na área em que atuam.

Durante a entrega, Mara falou da emoção de receber reconhecimento por sua trajetória. “Eu humildemente busquei dedicar a minha vida à minha cidade. Acho muito bonito e gratificante receber esse reconhecimento, pois é dirigido a pessoas nascidas aqui. Me sinto ainda mais ararense”, comentou ela, lembrando também que foi homenageada este ano na FLAP (Feira Literária de Araras na Praça – Online) e pela educadora e ativista social Pérola Santos, que criou um prêmio para mulheres de destaque de Araras.

Beloto agradeceu Mara por aceitar a Medalha do Mérito Cívico e disse que sua atuação, ao longo de toda a sua vida, na educação, na cultura e na política, sempre contribuiu para uma cidade melhor. “Você é muito querida e admirada, obrigada por aceitar essa homenagem”, declarou.

 

Uma mulher atuante em várias frentes

 Mara Iliane Figueiredo nasceu em 15 de dezembro de 1949, em Araras-SP.

É filha de Osmy Figueiredo e Elisa Zuntini Figueiredo.

Graduou-se em Letras – Português/Francês pela PUCC (Pontifícia Universidade Católica – Campinas), onde também se especializou em: Lexicologia da Língua Portuguesa. E onde também realizou seu mestrado em Letras – Área de Concentração: Linguística.

Especializou-se ainda em Expressão e Comunicação: “O Problema da Variação Linguística Para o Estudo do Vernáculo e Línguas Estrangeiras”, pela Faculdade de Ciências e Letras de Araras.

Por suas mãos, passaram gerações e gerações de ararenses, que ela conduziu com maestria pelos caminhos do conhecimento.

Foi professora universitária das disciplinas Português, Linguística, Literaturas e Linguagem Jurídica, nos Cursos de Letras, Direito, Educação Artística, Pedagogia e Publicidade e Propaganda na UNAR -Centro Universitário de Araras- Dr. Edmundo Ulson  (período: de 1974 até julho de 2016).

Atuou no EAD – Ensino à Distância na Fundação Hermínio Ometto – Uniararas, na gravação de aulas e tutoria, bem como na Unar, na gravação de aulas e revisão de apostilas on-line.

Foi professora da rede estadual de ensino, de 1971 a 1997.

Foi Secretária Municipal de Cultura, Turismo e Lazer, entre 1989 e 1991.

Vereadora da Câmara Municipal de Araras, de 1983 a 1988, sendo uma das pioneiras mulheres a ocupar cadeira no Legislativo ararense.

Possui registro de jornalista, atuou como Assessora de Imprensa, coordenadora de cultura, esporte e turismo da Prefeitura, diretora de cultura também no município, além de ser articulista do Opinião Jornal de Araras desde 1993 até a atualidade.

Foi apresentadora da TV Opinião, produtora e locutora de inserções diárias educativas de Língua Portuguesa na Rádio Gospel FM de Araras;

Mara Figueiredo notabiliza-se também como escritora, tendo publicado já os seguintes livros:

Tombo de Imagens – Poemas – 1974;

Eles e Elas Têm Marcado a Vida de Araras – em três volumes – 1996, 1997 e 1999;

A Visão de Hermínio Ometto – 1998;

Co-autora da Antologia – Os Sete Pecados Capitais, com o conto – A Gula – 1999;

É também revisora de dissertações, monografias, teses de mestrado, publicações jornalísticas e literárias.

Por toda essa folha de serviços prestados à coletividade ararense, por sua importância para o desenvolvimento e valorização da cultura no município, pela sua atuação política e social, a querida professora Mara Figueiredo faz-se absolutamente merecedora da honraria ora concedida, a Medalha do Mérito Cívico.

 

4 de setembro de 2020

Com informações do Gabinete do Vereador Felipe Beloto

[email protected]

 

Você pode ler também!

Conta de luz terá cobrança extra a partir desta terça-feira, decide Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta segunda-feira (30) que haverá cobrança extra na conta de luz

Read More...

Campanha de doação de sangue vai disponibilizar 150 bolsas para coleta do material

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Hemocentro de Campinas, realiza a última campanha de doação de

Read More...

2º Fórum Municipal de Educação Especial e Educação Inclusiva segue até quarta-feira

Começa nesta segunda-feira (30), às 19h, a segunda edição do Fórum Municipal de Educação Especial e Educação Inclusiva. Desta

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu