Mara Figueiredo, ícone da cultura, educação e política ararense, recebe de Felipe Beloto a Medalha do Mérito Cívico 24 de Março

Categorias Câmara Municipal em

Professora, escritora, ex-secretária de Cultura e uma das pioneiras vereadoras do município, Mara Figueiredo recebeu na tarde desta quinta-feira (3), do vereador Felipe Beloto (PL), a Medalha do Mérito Cívico 24 de Março.

A entrega foi realizada, com todos os cuidados e respeito ao distanciamento social, na residência da homenageada, em virtude das restrições impostas pela pandemia do novo Coronavírus, que impediu a realização da tradicional solenidade que a Câmara Municipal faz para os laureados, sempre na Semana do Município.

Beloto formalizou a indicação de Mara Figueiredo por meio de ofício no dia 27 de fevereiro deste ano, e a entrega ficou condicionada inicialmente a uma expectativa da volta das atividades presenciais no Plenário da Câmara.

Diante do agravamento da pandemia, entretanto, Ato 16/2020, publicado em julho pelo presidente da Câmara, Carlos Alberto Jacovetti (REDE), determinou que as láureas fossem entregues nas residências dos homenageados.

Instituída por Decreto Legislativo 13/2007, a homenagem visa formalizar, por parte da Câmara Municipal, através de indicações de cada vereador, o reconhecimento aos relevantes serviços prestados por pessoas nascidas no município, e que tenham contribuição para com a cidade na área em que atuam.

Durante a entrega, Mara falou da emoção de receber reconhecimento por sua trajetória. “Eu humildemente busquei dedicar a minha vida à minha cidade. Acho muito bonito e gratificante receber esse reconhecimento, pois é dirigido a pessoas nascidas aqui. Me sinto ainda mais ararense”, comentou ela, lembrando também que foi homenageada este ano na FLAP (Feira Literária de Araras na Praça – Online) e pela educadora e ativista social Pérola Santos, que criou um prêmio para mulheres de destaque de Araras.

Beloto agradeceu Mara por aceitar a Medalha do Mérito Cívico e disse que sua atuação, ao longo de toda a sua vida, na educação, na cultura e na política, sempre contribuiu para uma cidade melhor. “Você é muito querida e admirada, obrigada por aceitar essa homenagem”, declarou.

 

Uma mulher atuante em várias frentes

 Mara Iliane Figueiredo nasceu em 15 de dezembro de 1949, em Araras-SP.

É filha de Osmy Figueiredo e Elisa Zuntini Figueiredo.

Graduou-se em Letras – Português/Francês pela PUCC (Pontifícia Universidade Católica – Campinas), onde também se especializou em: Lexicologia da Língua Portuguesa. E onde também realizou seu mestrado em Letras – Área de Concentração: Linguística.

Especializou-se ainda em Expressão e Comunicação: “O Problema da Variação Linguística Para o Estudo do Vernáculo e Línguas Estrangeiras”, pela Faculdade de Ciências e Letras de Araras.

Por suas mãos, passaram gerações e gerações de ararenses, que ela conduziu com maestria pelos caminhos do conhecimento.

Foi professora universitária das disciplinas Português, Linguística, Literaturas e Linguagem Jurídica, nos Cursos de Letras, Direito, Educação Artística, Pedagogia e Publicidade e Propaganda na UNAR -Centro Universitário de Araras- Dr. Edmundo Ulson  (período: de 1974 até julho de 2016).

Atuou no EAD – Ensino à Distância na Fundação Hermínio Ometto – Uniararas, na gravação de aulas e tutoria, bem como na Unar, na gravação de aulas e revisão de apostilas on-line.

Foi professora da rede estadual de ensino, de 1971 a 1997.

Foi Secretária Municipal de Cultura, Turismo e Lazer, entre 1989 e 1991.

Vereadora da Câmara Municipal de Araras, de 1983 a 1988, sendo uma das pioneiras mulheres a ocupar cadeira no Legislativo ararense.

Possui registro de jornalista, atuou como Assessora de Imprensa, coordenadora de cultura, esporte e turismo da Prefeitura, diretora de cultura também no município, além de ser articulista do Opinião Jornal de Araras desde 1993 até a atualidade.

Foi apresentadora da TV Opinião, produtora e locutora de inserções diárias educativas de Língua Portuguesa na Rádio Gospel FM de Araras;

Mara Figueiredo notabiliza-se também como escritora, tendo publicado já os seguintes livros:

Tombo de Imagens – Poemas – 1974;

Eles e Elas Têm Marcado a Vida de Araras – em três volumes – 1996, 1997 e 1999;

A Visão de Hermínio Ometto – 1998;

Co-autora da Antologia – Os Sete Pecados Capitais, com o conto – A Gula – 1999;

É também revisora de dissertações, monografias, teses de mestrado, publicações jornalísticas e literárias.

Por toda essa folha de serviços prestados à coletividade ararense, por sua importância para o desenvolvimento e valorização da cultura no município, pela sua atuação política e social, a querida professora Mara Figueiredo faz-se absolutamente merecedora da honraria ora concedida, a Medalha do Mérito Cívico.

 

4 de setembro de 2020

Com informações do Gabinete do Vereador Felipe Beloto

[email protected]

 

Você pode ler também!

Oito estados brasileiros impõem toque de recolher e DF decreta lockdown

Em São Paulo, o governador João Doria determinou um “toque de restrição”, que tem como objetivo evitar eventos e

Read More...

Adultos infectados com a variante identificada em Manaus têm 10 vezes mais vírus no corpo, aponta Fiocruz

Um estudo feito por pesquisadores da Fiocruz aponta que adultos infectados pela variante brasileira P.1 do coronavírus, identificada primeiro

Read More...

Ararense Natália Crippa pede ajuda dos internautas para participar do Reality “Mansão Cake Lover”

A ararense Natália Crippa pede ajuda dos internautas para participar do Reality "Mansão Cake Lover". Num vídeo publicado em suas

Read More...

Mobile Sliding Menu