Prefeitura chama donos de postos de gasolina para conversar sobre os preços dos combustíveis em Araras

Categorias Notícias, Prefeitura de Araras em
- Updated

Em reunião realizada ontem (23), no gabinete, o prefeito Pedrinho Eliseu conversou com mais de 20 donos de postos de combustíveis em Araras, aos quais apresentou a sua preocupação com os preços, e dos quais recebeu alguns documentos e também ouviu vários argumentos. A ação coordenada começou há aproximadamente dez dias, em duas frentes de trabalho. Uma, um levantamento detalhado realizado pela fiscalização urbana dos preços dos combustíveis em todos os postos de Araras e em alguns da região. Outra, consistente no aprofundamento pelo Procon local de estudos acerca da matéria, além de importante conversa com a responsável pelo Órgão do Ministério Público local.

“Ficou constatado que há cidades na região em que o maior preço cobrado é mais barato do que o maior preço de Araras (como Limeira, Leme, Conchal e outras), bem como que outros municípios têm o maior preço, mais caro que o maior preço praticado em Araras (Rio Claro, por exemplo). O que nos chamou a atenção, e foi motivo de indagação pelo prefeito junto aos empresários, é o fato de que em Araras, entre o maior preço e o menor preço de todos os postos, a diferença é de apenas R$ 0,10 (dez centavos), enquanto que em outras cidades ela chega a ser de R$ 0,30 (trinta centavos), R$ 0,40 (quarenta centavos), disse o responsável pela fiscalização urbana, Walassy Carlos.

A alegação dos proprietários é de que como em Araras a quantidade de postos por habitantes é muito maior em relação à quantidade de postos e habitantes das cidades da região, um posto aqui, quando vê o preço de outro concorrente nas imediações, acaba tendo de colocar o seu preço mais próximo, como forma de sobrevivência, visando a manter a clientela. “São inúmeras as reclamações que temos recebido no Procon, e, embora a comprovação jurídica de cartel não esteja caracterizada, havendo necessidade de outras provas, tenho tratado deste assunto há algum tempo, e recebi a orientação do prefeito no sentido de que me inteirasse do problema e que adotasse as providências necessárias”, salientou Alex Buragas, responsável pelo Procon.

Na reunião, o chefe do executivo sugeriu inclusive que expusessem em local visível nos postos, as notas fiscais de compra de combustível, para que de forma transparente o consumidor pudesse analisar o custo do produto em relação ao preço cobrado. “Tenho acompanhado a manifestação da população a respeito dos preços de combustíveis e embora a Prefeitura não tenha competência para atuar na questão dos preços, coisa que compete a outros órgãos, temos o Procon em Araras, que é um ente do Estado que tem convênio com o município. Por isso, depois de ouvir os empresários, disse a eles, de viva voz, que compreendia os seus argumentos, mas que o Procon, que é o órgão de defesa dos consumidores, enviaria ao Ministério Público e à ANP (Agência Nacional de Petróleo) os ofícios e os documentos produzidos pelo município, inclusive a Ata da reunião, para que promovessem investigações a respeito, se fosse o caso”, concluiu o Prefeito Pedrinho Eliseu. O assunto agora, será submetido aos órgãos de controle.

Secom/PMA

Foto: Marcio Neves/Secom/PMA

Você pode ler também!

Demutran inicia pintura de solo termoplástica na Avenida José Marques da Silva, no Jardim das Flores

O Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) iniciou na última semana a pintura de solo termoplástica (especial) na Avenida José

Read More...

Araras terá castramóvel para animais pré-cadastrados pelo Canil Municipal

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura informa que neste sábado (30), disponibilizará o serviço de um castramóvel

Read More...

Prefeitura prepara Cemitério Municipal para receber visitantes no Dia de Finados

O Dia de Finados se aproxima e o Cemitério Municipal já está preparado para receber os visitantes no feriado.

Read More...

Mobile Sliding Menu