Eficiência energética: Prefeitura lança projeto piloto nesta terça-feira

Categorias Educação, Notícias em

A Prefeitura de Araras lança nesta terça-feira (28) o projeto piloto Neoenergia, que passa a integrar o conteúdo de eficiência energética ao currículo escolar. A ação, que é uma parceria entre a administração municipal e a concessionária Elektro, será apresentada a partir das 10h, na Casa da Memória Pedro Pessotto Filho.

O projeto segue diretrizes da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) do Ministério da Educação. A parceria foi feita entre a Elektro e a Prefeitura de Araras, por meio da Coordenadoria de Gestão e Eficiência Energética, ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Posteriormente, as ações começaram a ser desenvolvidas diretamente pela Secretaria Municipal de Educação.

Queen

Alunos de seis escolas da rede municipal de ensino vão aprender como economizar energia elétrica por meio de atividades realizadas em sala de aula. As escolas são: Emef Antonia Marques Dahmen, Emef Thereza Colette Ometto, Emef Prof. Joel Job Fachini, Emef Prof. Júlio Ridolfo, Emef Prof. Leonaldo Zornoff e Emef Profª Adalgisa P. B. Franzini.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 3543-8200 (Secretaria de Educação) e 3544-9400 (Secretaria de Desenvolvimento Econômico).

 

Entenda o projeto

O que é o projeto?

O projeto socioeducacional auxilia o professor a desenvolver conteúdos para promover a consciência sobre a utilização da energia elétrica, o seu impacto no meio ambiente e em nosso cotidiano. Através dele, pretendemos capacitar nossa comunidade escolar sobre a importância do consumo consciente de energia elétrica.

 

Qual o objetivo?

Com o desafio de impactar o maior número de alunos da Rede Pública, onde se concentram 77,7% dos estudantes, segundo o Senso Escolar 2018 – INEP/MEC, o Projeto Educação com Energia trabalha com os seguintes objetivos:

1. Sensibilizar responsáveis pelas Secretarias de Educação e Gestores Pedagógicos sobre a importância do ensino de eficiência energética e consumo eficiente em nossas escolas;

2. Formar nossos professores para que integrem o conteúdo de eficiência energética ao currículo escolar, conforme diretrizes da BNCC;

3. Estimular a aprendizagem conceitual sobre eficiência energética e mobilizar nossos alunos para a criação de projetos de eficiência energética que tenham como desafio resolver problemas cotidianos locais (na casa, no bairro, na escola, na cidade) ou globais envolvidos nessa temática.

 

A quem se destina?

O público-alvo desse projeto são os coordenadores pedagógicos, professores de Ciências e Geografia e alunos do 8º ano do Ensino Fundamental II da rede pública de ensino. Participarão as escolas pré-cadastradas pertencentes ao Estado da Bahia e de São Paulo.

 

Como será trabalhado?

O proejto é fundamentado em pesquisas realizadas em dois eixos temáticos: o pedagógico, que está atrelado aos princípios e valores que nos fazem refletir sobre o motivo de trabalhar temas relacionados à eficiência energética e o de ensino-aprendizagem, que permeia os processos de intervenção que serão utilizados pelos educadores durante a formação dos alunos em sala de aula. Para tanto, a aprendizagem acontece por meio de uma metodologia que possui a Taxonomia de Bloom, a Aprendizagem Baseada em Problemas e o Design Thinking como pilares.

 

Eixo curricular

O eixo curricular refere-se a conceitos, princípios e valores que levam as crianças a entender e refletir sobre temas relacionados à eficiência energética, que integram a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e o Programa de Eficiência Energética.

 

Eixo metodológico

O eixo metodológico permeia os processos de intervenção que poderão ser utilizados pelos educadores durante as aulas bem como todo o curso EAD, promovendo a aprendizagem baseada no currículo proposto.

 

– Taxonomia de Bloom

A metodologia aparece no curso EAD e visa estimular os educadores a auxiliarem seus discentes, de forma estruturada e consciente, a adquirirem competências específicas a partir da percepção da necessidade de dominar habilidades mais simples (fatos) para, posteriormente, dominar as mais complexas (conceitos).

– Aprendizagem Baseada em Problemas

A metodologia permite que os alunos tenham uma maior percepção sobre a aplicabilidade prática da eficiência energética no mundo real, além de auxiliá-los para que tenham a oportunidade de exercitar a metacognição.

– Design Thinking

A abordagem será utilizada como apoio ao desenvolvimento do projeto final do Programa Educação com Energia. Definir um problema e vivenciar um processo para resolvê-lo, facilita a compreensão e estrutura o aprendizado, tornando, assim, todo o aprendizado mais significativo.

 

Qual o objetivo?

O objetivo é apoiar as Secretarias de Educação na inclusão da Unidade Temática Matéria e Energia no currículo de Ciências para o 8º ano do Ensino fundamental Anos Finais, conforme diretriz do MEC sobre a BNCC (Base Curricular Nacional Comum Curricular).

Por meio de metodologias que estimulam o processo de ensino e aprendizagem, coordenadores pedagógicos e professores estarão preparados para promover a consciência nos alunos da Rede Pública sobre a utilização da energia elétrica, bem como seu impacto no meio ambiente e no cotidiano.

 

Mobile Sliding Menu