Prefeitura distribuiu mais de 2,4 mil cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade

Categorias Prefeitura de Araras em

Mais de 2,4 mil famílias em situação de vulnerabilidade social receberam cestas básicas da Prefeitura de Araras entre os meses de março e abril. O levantamento foi feito pela Secretaria Municipal de Assistência Social, responsável pela avaliação socioeconômica dos casos e amparo emergencial aos que se encontram nessa situação, agravada pela pandemia do novo coronavírus.

De acordo com os dados, a Prefeitura entregou 1.069 cestas a integrantes de programas assistenciais municipais, como o PAF (Programa de Atendimento Familiar) e Pró-alfabetização, além de famílias beneficiadas pela lei de adoção. Outras 1.383 famílias em situação de emergência social foram assistidas neste período e também receberam cestas básicas, totalizando 2.452.

A Prefeitura vai ampliar ainda mais o benefício a quem teve a renda prejudicada por conta da pandemia. Um projeto de lei apresentado pelo Executivo foi aprovado na última quarta-feira (15) pela Câmara Municipal.

Com a lei aprovada, a Prefeitura está autorizada a fornecer cestas básicas às seguintes pessoas: trabalhadores dispensados de empresas nesse período e não tiveram direito assegurado pelo INSS, trabalhadores informais que não têm direito ao auxílio emergencial do Governo Federal, maiores de 18 anos em situação de desemprego e sem acesso à alimentação, ararenses que não tenham emprego formal ativo, ararenses que não sejam titulares de benefícios sociais diversos, famílias cuja renda mensal per capita seja de até meio salário mínimo ou renda total de até três salários mínimos, ararenses que estejam impossibilitados de trabalhar, de maneira informal, por conta do decreto municipal 6.660, de 20 de março de 2020, ou se enquadrem em outras situações de vulnerabilidade social definidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

“Estamos vivendo um período muito delicado por conta da pandemia do novo coronavírus. Temos que proteger a população e preservar vidas. Por isso, queremos também garantir que os ararenses prejudicados por conta dessa situação tenham condições de se alimentar e alimentar seus filhos”, reforça o prefeito Junior Franco.

O benefício será oferecido de forma temporária, com o intuito de reduzir a vulnerabilidade provocada pela pandemia do coronavírus e pela falta de condições socioeconômicas para aquisição de alimentos com qualidade e em quantidade suficiente.

Caberá à Secretaria de Assistência Social, por meio da equipe técnica de cada Cras, a realização de levantamentos socioeconômicos familiares e, após essa análise, a disponibilização do benefício. Cada família receberá uma cesta básica por mês, pelo período de três meses – prazo que pode ser prorrogado conforme a necessidade ou até durar o estado de calamidade.

Mais informações e/ou agendamento para atendimento presencial podem ser obtidas pelos telefones da Secretaria Municipal de Assistência Social: 3543-1700, 3543-1701, 3543-1704, 3543-1706, 3543-1707, 3543-1717 e 3543-1719.

 

Você pode ler também!

Brasil registra 1.382 mortes por Covid em 24 horas

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir

Read More...

Com nova piora de índices de saúde, governo de SP confirma reclassificação do plano da quarentena para sexta-feira

Grande São Paulo e regiões do interior tiveram aumento da ocupação de leitos de UTI e podem ser rebaixadas

Read More...

Covid-19: Araras está pronta para início da vacinação

Uma ótima notícia para o povo ararense. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, montou a estrutura

Read More...

Mobile Sliding Menu