Vigilância Epidemiológica confirma transmissão comunitária do novo coronavírus em Araras

Categorias Saúde em
- Updated

A Vigilância Epidemiológica de Araras (SP) confirmou que o novo coronavírus, causador da covid-19, tem transmissão comunitária na cidade, ou seja, não é mais possível detectar a origem da infecção dos pacientes. A informação foi divulgada no site oficial da Prefeitura Municipal.

Até a noite desta sexta-feira (17), o município registrava nove casos confirmados da doença – entre eles, três pacientes permaneciam internados, quatro ainda em isolamento domiciliar e outros dois já fora do período de transmissão do vírus, após também cumprirem o isolamento.

De acordo com a Vigilância, um deles tem histórico de viagem ao exterior e quatro tiveram contato com pessoas infectadas. Para os outros quatro, não há como identificar como aconteceu o contágio, já que eles não saíram de Araras e nem tiveram contato com pacientes que apresentavam sintomas da doença.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, os casos positivos envolvem moradores das regiões leste, norte, central e sudeste. Apenas dois dos pacientes que testaram positivo têm mais de 60 anos.

“Agora, mais do que nunca, precisamos evitar aglomerações, manter a distância social e evitar sair de casa sem necessidade para não ficar exposto a uma possível contaminação”, reforça o médico Rodrigo Klein, da Vigilância Epidemiológica.

A equipe monitora todos os casos notificados como suspeitos de covid-19, de acordo com o protocolo nacional estabelecido pelo Ministério da Saúde, e também pacientes atendidos nas tendas sentinelas que estão em isolamento domiciliar por apresentarem sintomas semelhantes aos da doença – principalmente problemas respiratórios e febre. Até a última terça-feira (14), havia 77 pessoas nessa situação.

Embora cumpram as medidas preventivas, esses pacientes que passaram pelas tendas sentinelas não entram nas estatísticas oficiais como suspeitas de covid-19 em Araras por não se enquadrarem no protocolo do Governo Federal. Segundo a determinação, apenas pessoas internadas e profissionais da área da saúde com sintomas suspeitos são notificados oficialmente e têm material encaminhado para exame laboratorial.

Até essa sexta-feira (17), Araras registrava 53 notificações – além dos oito casos confirmados, esse números envolvem também 35 suspeitas descartadas e 10 ainda em investigação, aguardando resultados de exames para diagnóstico.

O protocolo do Ministério da Saúde faz com que outras pessoas com sintomas suspeitos de covid-19, porém mais leves ou até pacientes assintomáticos (que não apresentam sintomas), fiquem fora das estatísticas oficiais. Por esse motivo, o número de infectados em Araras pode ser maior do que as notificações realizadas.

Os principais sintomas da covid-19 envolvem tosse, dificuldade respiratória e febre. A transmissão da doença acontece por meio de gotículas respiratórias e o período de incubação do vírus pode chegar até a 15 dias.

Evitar locais com aglomeração de pessoas, lavar corretamente as mãos, cobrir a boca ao tossir e espirrar e, principalmente, permanecer em casa estão entre as principais medidas para prevenir possíveis contaminações.

Fonte: Beto Ribeiro

Você pode ler também!

Araras retoma vacinação contra a covid-19 nesta quinta-feira

A Prefeitura de Araras retoma nesta quinta-feira (28), no ginásio municipal de esportes Nelson Rüegger, a vacinação contra a

Read More...

Prefeitura voltará a pagar salários no último dia útil do mês

Uma reunião realizada na tarde desta terça-feira (26) no gabinete do Prefeito Pedrinho Eliseu, finalizou as tratativas para que

Read More...

Meio Ambiente comemora dia da Educação Ambiental com ação de conscientização

Em comemoração ao dia mundial da Educação Ambiental, a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura (SMMAA) realizou nesta terça-feira

Read More...

Mobile Sliding Menu