Prefeitura aguarda aprovação de projeto de lei para regularizar lotes e chácaras em núcleos rurbanos

Categorias Cidade em

A Prefeitura tem uma proposta para regularizar todos os imóveis e chácaras próximos aos cinco núcleos rurbanos do município de Araras, situados nas redondezas dos bairros São Bento, Caio Prado, Elihu Root, Morro Grande e Marimbondo.

Um projeto de lei complementar está em tramitação na Câmara Municipal desde dezembro de 2019, que prevê alteração no artigo 18 do Plano Diretor, que trata das regras de parcelamento e ocupação de solo dos núcleos rurbanos (bairros rurais). Este tema está previsto no Plano Diretor aprovado em 2006, mas depende de regulamentação.

Caso o projeto seja aprovado, será possível regulamentar os lotes e chácaras já existentes nesses cinco núcleos, permitindo o proprietário do imóvel a regularizar a documentação da propriedade junto à Prefeitura e, posteriormente, fazer o registro em cartório de imóveis. O projeto também vai permitir o desmembramento de outros lotes residenciais e de novos lotes de chácaras de recreio.

Pelo projeto apresentado pelo prefeito Junior Franco, os núcleos rurbanos passariam a ter características de zonas de expansão urbana, seguindo os critérios de uso e ocupação de solo do município (Lei Complementar n° 3.903/2006).

Na prática, num raio de 500 metros desses núcleos rurbanos, os lotes residenciais de frente para uma via pública já existente poderão ser desmembrados com área mínima de 160m² (frente mínima de 8m). Caso seja feito um novo loteamento residencial, também num raio de 500 metros, mas que haja a necessidade de se criar novas vias públicas, aí o lote a ser desmembrado deve ser de no mínimo 250m² (frente mínima de 10 m). Outra possibilidade é desmembrar uma área maior num raio de 3 km desses núcleos rurbanos, possibilitando dividir os lotes em formato de chácaras de recreio de pelo menos 1.000 m².

A atual legislação municipal já permite a regularização de chácaras de recreio que estejam a menos 2 km do perímetro urbano. Entretanto, não possibilita tal regularização de imóveis mais distantes, como são os casos das chácaras situadas próximas a esses núcleos rurbanos dos bairros São Bento, Caio Prado, Elihu Root, Morro Grande e Marimbondo. O projeto de lei complementar proposto pelo Executivo dará essa permissão.

O secretário municipal de Habitação, Eduardo Severino, está confiante na aprovação deste projeto. “O governo Junior Franco e Carleto Denardi fez sua parte em propor essa alteração na legislação, pois tem proprietários de lotes e chácaras que estão aguardando essa regulamentação há muitos anos”, comentou o secretário.

Outra permissão prevista no projeto é o parcelamento de solo na faixa de 1 km do Rio Mogi Guaçu. Em todos os casos, para serem implantados os parcelamentos de solo, deverão estar disponíveis ou serem implantadas todas as obras de infraestrutura exigidas em lei, inclusive as destinadas a captação e tratamento de esgoto.

O projeto de lei complementar está tramitando Câmara Municipal e depende da aprovação dos vereadores.

Você pode ler também!

Conta de luz terá cobrança extra a partir desta terça-feira, decide Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta segunda-feira (30) que haverá cobrança extra na conta de luz

Read More...

Campanha de doação de sangue vai disponibilizar 150 bolsas para coleta do material

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Hemocentro de Campinas, realiza a última campanha de doação de

Read More...

2º Fórum Municipal de Educação Especial e Educação Inclusiva segue até quarta-feira

Começa nesta segunda-feira (30), às 19h, a segunda edição do Fórum Municipal de Educação Especial e Educação Inclusiva. Desta

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu