Fatec Araras lança curso superior inédito de TI

Categorias Educação em

Curso de Desenvolvimento de Software Multiplataforma será oferecido em Araras, Osasco, São José dos Campos, Franca e na Zona Leste da Capital, no Vestibular para o primeiro semestre de 2021 

 O Vestibular para o primeiro semestre de 2021 das Faculdades de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatecs) oferece, pela primeira vez, o curso superior de Desenvolvimento de Software Multiplataforma. Concebido em parceria com a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o curso conta com o currículo mais atualizado das Fatecs na área de TI.

 As inscrições estão abertas e vão até o dia 15 de dezembro, exclusivamente pelo site vestibularfatec.com.br. O ingresso se dará pela análise do histórico escolar, sem a realização de prova presencial ou online. A mudança do critério se fez necessária para atender ao distanciamento social, recomendado pelo Governo do Estado de São Paulo e autoridades sanitárias, visando preservar a saúde dos candidatos, e observando as notas atribuídas aos estudantes antes da pandemia, referentes à segunda série do Ensino Médio.

 A partir de 2022, quando a primeira turma estiver no terceiro semestre, o aluno oriundo do curso técnico poderá iniciar o Ensino Superior em uma fase mais avançada e se formar mais rapidamente. A formação inovadora visa aproximar ainda mais o futuro tecnólogo do mercado de trabalho no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e será oferecida inicialmente nas unidades de Araras, Osasco, São José dos Campos, Franca e na Zona Leste da Capital.

 “Elaboramos esse novo curso com conteúdo muito alinhado com a demanda dos principais contratantes de TI e com uma trilha mais ampla, que conecta o técnico com o tecnológico”, explica o coordenador de Ensino Superior de Graduação do Centro Paula Souza (CPS), Rafael Ferreira Alves. “No último ano, quase a totalidade do curso será oferecida de forma remota. Assim, o aluno que já estiver no mercado de trabalho, muitas vezes em outra cidade, poderá acompanhar as aulas online.”

Inovações 

 O CPS estruturou a formação tecnológica voltada para o desenvolvimento de software com conceitos pioneiros, como validação de conteúdos já aprendidos pelos estudantes do curso técnico na área de TI, que poderão avançar um semestre e meio no curso superior; certificações intermediárias, assegurando aos empregadores habilidades adquiridas pelo estudante ao longo do curso; construção de portfólio digital, que poderá substituir o trabalho final de graduação; e a flexibilização de aulas remotas e presenciais, principalmente no último semestre.

 A grade curricular foi organizada empregando conceitos de Segurança da Informação e Inteligência Artificial, visando formar profissionais capazes de desenvolver softwares para diversas plataformas, tais como web, desktop, mobile, nuvem, Internet das Coisas, entre outras. Segundo a Brasscom, existe uma demanda de cerca de 70 mil profissionais por ano para atuarem no setor de TI até 2024.

 O projeto Itinerário Contínuo, adotado no novo curso de Desenvolvimento de Software Multiplataforma, foi estruturado por uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), o CPS e o Itaú Educação e Trabalho. O objetivo é desenvolver um currículo conjunto, que permita ao aluno da Educação Profissional e Tecnológica (EPT) de nível médio, optar por seguir seus estudos na mesma área em uma Fatec, validando os conteúdos já aprendidos.

 “Buscamos uma forma de permitir que o aluno do técnico inicie o Ensino Superior em uma fase mais avançada, sem precisar refazer um conjunto de disciplinas que repetem os mesmos conhecimentos já vistos anteriormente”, explica o coordenador de Ensino Profissionalizante da SDE, Daniel Barros. “O jovem com formação técnica terá um estímulo adicional para seguir no Ensino Superior e aperfeiçoar suas habilidades para ingressar no mundo do trabalho.”

 O egresso do curso superior tecnológico em Desenvolvimento de Software Multiplataforma poderá atuar em grandes empresas, como especialista ou gestor; em empresas menores, com perfil de atuação mais generalista; em startups; por conta própria, no modelo autônomo, bem como empreender e criar sua própria empresa. De acordo com a Brasscom, o mercado nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação emprega 1,56 milhão de trabalhadores atualmente, com mais de 40 mil postos de trabalho criados no ano passado. Desse total, cerca de 40% das vagas estão em São Paulo.

 “O setor tem um dinamismo próprio com disrupções tecnológicas, novos usos e aplicações que permanentemente alteram o status quo. Diante desse cenário ao profissional do setor impõem-se um duplo desafio: manter e desempenhar suas atividades, e atualizar-se permanentemente, ou seja, o profissional é um refém da qualificação profissional”, explica Sergio Sgobbi, diretor de Relações Institucionais da Brasscom.

 

Sobre o Centro Paula Souza – Autarquia do Governo do Estado de São Paulo vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o Centro Paula Souza (CPS) administra as Faculdades de Tecnologia (Fatecs) e as Escolas Técnicas (Etecs) estaduais, além das classes descentralizadas – unidades que funcionam com um ou mais cursos, sob a supervisão de uma Etec –, em cerca de 300 municípios paulistas. As Etecs atendem mais de 224 mil estudantes nos Ensinos Técnico, Integrado e Médio. Nas Fatecs, o número de matriculados nos cursos de graduação tecnológica supera 85 mil alunos.

Você pode ler também!

Operação contra fraude em postos de combustíveis prende dois gerentes em Araras

Uma operação de combate a fraude em postos de combustíveis, em Araras (SP), prendeu dois gerentes de postos nesta

Read More...

Covid-19: vacina para profissionais da Educação 18+ está disponível

Já está disponível no Parque Ecológico a vacina contra a Covid-19 (Sars-CoV-2) para os profissionais da Educação do grupo

Read More...

Saúde realiza Dia D de vacinação contra a Covid-19 para pessoas com comorbidades neste sábado

A Secretaria da Saúde realiza, no próximo sábado (12), Dia D de vacinação contra Covid-19 para pessoas com comorbidades

Read More...

Mobile Sliding Menu