Saúde suspende consultas de encaixe na rede municipal

Categorias Notícias, Prefeitura de Araras, Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde suspendeu os encaixes de consultas nas unidades da rede municipal para pacientes que vão por conta própria até os PSFs e Caem (Centro de Especialidades Médicas) Nelson Salomé. A nova regra estabelece que os pacientes que quiserem tentar uma vaga com médico, entrem em contato com a Central de Agendamento, deixem nome e aguardem em fila de espera por uma vaga.

O encaixe de consultas é quando uma pessoa sem consulta agendada tenta ser atendida, caso alguém já com consulta agendada não compareça, e aí é colocada esta pessoa que está aguardando no lugar de quem faltou.

A mudança na regra vale para consultas de clínica básica (clínico geral, pediatria e ginecologia), nos PSFs, e de especialidades. “Não deixamos de realizar os encaixes. Em todas as unidades de saúde ainda estão sendo realizados, agora via lista de espera e contato telefônico. No Caem, da mesma forma, com lista de espera e contato telefônico. Nossa intenção é evitar filas de pacientes que buscam os encaixes nas madrugadas e estamos tendo boa resposta por parte da maioria dos munícipes”, explicou o secretário de Saúde, Emílio Salomé.

Segundo Salomé, a alteração tem como objetivo, além de evitar filas, conseguir centralizar todas as informações de atendimento de pacientes na rede e interligar os dados para estabelecer um quadro geral da rede toda para poder cobrar e mudar o que for necessário.

“Cada unidade, hoje, atende de uma forma e não conseguimos desenhar quantos encaixes são feitos por dia. E aí também não sabemos qual a demanda de consultas por dia. Também precisamos saber quantos pacientes faltam às consultas. Com entrada do ponto digital e cobrança para o cumprimento horário por parte dos funcionários das unidades, também queremos saber se todas as consultas possíveis de serem feitas em um dia, foi feita. Queremos tentar melhorar o atendimento e dar mais agilidade. É uma forma de ter dados de qual demanda de consulta, quanto tempo de espera por esta consulta e dados do atendimento. Não temos isto hoje”, disse o secretário.

Salomé disse que o foco é fortalecer a atenção básica, resolvendo o problema das pessoas na sua microrregião. Também revelou que atualmente o número de faltas às consultas em vários locais varia entre 40% e 60% em alguns atendimentos, como ultrassonografia, exames complementares oftalmológicos e algumas especialidades de alta complexidade.

“Entendo ser um absurdo e uma enorme falta de respeito com quem realmente precisa, principalmente frente a todas as dificuldades que o País atravessa; os recursos são limitados, e a remarcação, além de aumentar os custos, prolonga a espera na agenda”, criticou ele.

E quando mudar atendimento no PS?

Em outubro deste ano, os pacientes que buscarem atendimento nas Urgências e Emergências nos hospitais da rede pública de saúde e forem classificados na triagem como risco “verde” e “azul” (menos graves), serão encaminhados à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência. A mudança se deve a uma Portaria (386/17) do Ministério da Saúde. A alteração mudará o atendimento no Pronto-Socorro da Santa Casa de Araras e também na UPA 24 Horas. A primeira solução que seria buscada por este paciente então seria o encaixe.

Questionado sobre como estes pacientes deverão proceder diante do fim dos encaixes, Salomé informou que a pasta estará fazendo mudanças quando passar a vigorar as novas regras.

“Os atendimentos que se referem a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e PS da Santa Casa, por enquanto, todos os pacientes serão atendidos, independente da classificação de risco. Mudará, sim, o tempo de espera que não mais será por ordem de chegada e sim por prioridades. Estamos caminhando para que, em breve, realmente algumas classificações de risco não sejam atendidas no serviço de Urgência e Emergência, mas para esse sistema funcionar teremos que estar com as equipes de unidades completas, com agentes comunitários de saúde e administrativos, para que os pacientes, os quais não forem atendidos, sejam já encaminhados às unidades mais próximas da sua residência. Faremos em conjunto, um trabalho de divulgação, de conscientização e de orientação para as mudanças que serão implementadas de forma progressiva”, finalizou Salomé.

Fonte: Tribuna do Povo

Você pode ler também!

Câmara cria Comissão de Assuntos Relevantes para acompanhar as receitas, despesas e saldos de 2017 no Executivo

Por unanimidade, os vereadores aprovaram durante a 24ª sessão ordinária, na última segunda-feira, o projeto de

Read More...

Reunião do Orçamento Participativo desta quinta-feira será na região sul da cidade

OP é um mecanismo governamental que permite aos cidadãos influenciar ou decidir sobre os orçamentos públicos

Read More...

Concurso Público do TCA: prova acontece no domingo, dia 22

São 283 inscritos para vagas de motorista, borracheiro e funileiro/pintor; avaliação será realizada na EE Vicente Ferreira dos

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu

error: Conteúdo Protegido!