Comércio que não fechar as portas será multado e poderá ter alvará cassado em Araras

Categorias Prefeitura de Araras em

Proprietários de estabelecimentos comerciais de Araras que descumprirem o decreto municipal nº 6.661/2020, que determina o fechamento de locais considerados não essenciais e a suspensão do atendimento ao público, podem ser multados ou até mesmo perder o alvará de funcionamento. A medida oficializada pela Prefeitura no último sábado (21) visa prevenir casos de coronavírus (covid-19) na cidade.

Desde que o decreto começou a vigorar, mais de 140 estabelecimentos que estavam de portas abertas foram orientados pela Guarda Civil Municipal e por fiscais urbanos a fechar. As equipes estão percorrendo toda a cidade para notificar proprietários sobre a necessidade de cumprir as medidas impostas. A multa, para quem descumprir a medida, é de R$ 2.942,08.

O decreto publicado no último sábado (21), pela Prefeitura de Araras, determinou que restaurantes, lanchonetes, pizzarias, lojas de conveniência, bares e entretenimentos mantenham apenas serviços de entrega de mercadorias (delivery), que podem ser acionados pelos clientes por telefone, whatsapp, internet, etc. Fica proibida o acesso do público a esses estabelecimentos, bem como a retirada do produto no balcão.

Continuarão funcionando em Araras, com restrições de higiene e público

Hipermercados
Supermercados
Mercados
Açougues
Peixarias
Hortifrutigranjeiros
Quitandas
Centros de abastecimento de alimentos;
Distribuidores de gás;
Lojas de venda de água mineral;
Padarias, sem consumo no local;
Lojas de material de limpeza e congêneres;
Oficinas mecânicas, borracharias e guinchos e postos de combustíveis.
Os estabelecimentos acima deverão adotar as seguintes medidas:

Intensificar ações de limpeza
Disponibilizar álcool em gel aos seus clientes
Divulgar informações acerca da covid-19 e das medidas de prevenção, especialmente com a fixação de cartazes na entrada e no interior dos estabelecimentos com no mínimo orientação para que as pessoas mantenham-se em suas residências com exceção de casos de urgência.
Limitar o acesso a 1 indivíduo por família, evitando aglomeração e permanência de pessoas em seu interior, com a condição de extensão, caso entendam necessário, do horário de funcionamento para atendimento das necessidades da população.

Você pode ler também!

Especialista dos EUA vê “indícios” de redução da propagação de vírus com distanciamento social

O principal especialista em doenças infecciosas do governo dos Estados Unidos disse nesta terça-feira que há "indícios" de que

Read More...

Trump faz alerta sobre próximas duas semanas e diz que planeja proibir viagens do Brasil

O presidente Donald Trump avisou nesta terça-feira que os Estados Unidos devem se preparar para um período de duas

Read More...

Bolsonaro anuncia adiamento por 60 dias do reajuste dos remédios

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (31) por meio de uma rede social um acordo com a indústria

Read More...

Poste o seu comentário::

Seu E-mail não será publicado.

Mobile Sliding Menu